Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo eletrocardiográfico e ecocardiográfico de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica

Processo: 10/10312-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Irma de Godoy
Beneficiário:Irma de Godoy
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Pneumologia  Doença pulmonar obstrutiva crônica  Doenças cardiovasculares  Tabagismo  Hábito de fumar  Capacidade funcional 

Resumo

O tabagismo é a principal causa de morte prevenível no mundo. Aproximadamente 50% dos tabagistas morrem por doenças relacionadas ao tabaco e cerca de um terço da população adulta fuma e as principais doenças relacionadas ao tabaco são as cardiovasculares (DCV), o câncer de diversos sítios e a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). A DPOC é uma doença de impacto global crescente e estima-se que a mortalidade associada a ela aumente aproximadamente 30% nos próximos dez anos e, que até 2030, esta seja a quarta causa de morte no mundo. A DCV é atualmente a principal causa de morte no mundo e em quase metade dos casos a etiologia é a insuficiência coronariana. São vários os fatores de risco para o desenvolvimento de DCV; entretanto, vários estudos apontam o tabagismo como o principal fator de risco modificável relacionado à DCV. A prevalência de complicações e de mortalidade devido a DCV em pacientes com DPOC é alta. Além disso, a presença de obstrução da via aérea e de DPOC são marcadores de mortalidade cardiovascular independentemente da idade, sexo, colesterol total, hipertensão e história de tabagismo. A inflamação sistêmica é comum em tabagistas, pacientes com DPOC e portadores de doenças coronarianas e, assim, pode ser uma hipótese para explicar a relação entre a obstrução das vias aéreas e o risco cardiovascular. Entretanto, apesar das evidências obtidas em estudos populacionais, poucos estudos avaliaram a prevalência de alterações cardiovasculares em pacientes com DPOC. A hipótese do presente estudo é que a associação de DPOC e DCV apresenta repercussões mais intensas no estado inflamatório sistêmico, no estado geral de saúde, na percepção de dispnéia e na capacidade funcional de exercício dos pacientes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LAURA MIRANDA DE OLIVEIRA CARAM; RENATA FERRARI; CRISTIANE ROBERTA NAVES; LIANA SOUSA COELHO; SIMONE ALVES DO VALE; SUZANA ERICO TANNI; IRMA GODOY. Risk factors for cardiovascular disease in patients with COPD: mild-to-moderate COPD versus severe-to-very severe COPD. Jornal Brasileiro de Pneumologia, v. 42, n. 3, p. -, Jun. 2016.
DE OLIVEIRA CARAM, LAURA MIRANDA; FERRARI, RENATA; NAVES, CRISTIANE ROBERTA; TANNI, SUZANA ERICO; COELHO, LIANA SOUSA; ZANATI, SILMEIA GARCIA; MINICUCCI, MARCOS FERREIRA; GODOY, IRMA. Association between left ventricular diastolic dysfunction and severity of chronic obstructive pulmonary disease. Clinics, v. 68, n. 6, p. 772-776, Jun. 2013. Citações Web of Science: 14.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.