Busca avançada
Ano de início
Entree

A universidade e a transferência de tecnologias de desenvolvimento infantil em municípios paulistas

Processo: 10/09263-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Pesquisador responsável:Anna Maria Chiesa
Beneficiário:Anna Maria Chiesa
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):11/50579-0 - Competências dos profissionais de saúde para utilização de tecnologias adequadas para fortalecer a longitudinalidade dos cuidados na atenção primária, AP.R
Assunto(s):Extensão universitária  Desenvolvimento infantil  Pesquisa científica  Ensino 

Resumo

Um dos desafios atuais do SUS diz respeito à consolidação de um modelo assistencial cujo foco da atenção não seja dirigido somente para o tratamento das doenças, mas para os determinantes das condições de saúde de uma dada população. Ressalta-se a necessidade de investir na formação de profissionais da saúde com domínio de habilidades e competências que abarquem essa visão ampliada do processo saúde-doença. A magnitude deste desafio gerou iniciativas por parte dos Ministérios da Saúde e da Educação desde 2004, com recursos destinados à mudança curricular nos cursos de medicina (Pró-Med), em 2006 incluindo enfermagem e odontologia e a partir de 2007 todas as outras carreiras de saúde (Pró-Saúde). Em 2008 os referidos Ministérios propuseram também o Programa de Ensino pelo Trabalho na Saúde (Pet-Saúde) que valoriza o contato precoce dos alunos com o trabalho na atenção primária. No entanto, grande parte das dificuldades apontadas pelos profissionais que atuam de forma mais próxima da população diz respeito à falta de tecnologias para operacionalizar as ações de Promoção da Saúde nessa perspectiva de ampliação do objeto, superando a visão limitada e dicotômica que contrapõe a saúde e doença. Os desafios das novas tecnologias em saúde passam pela identificação e apreensão dos trabalhadores desse novo objeto de trabalho, deslocando-o da doença para a vida, para as necessidades dos indivíduos, grupos e coletividade. Finalidade: O presente projeto contribui para a sistematização e avaliação de um processo na perspectiva adotada pelo Programa de Desenvolvimento Tecnológico em Insumos para a Saúde (PDTIS) da Fundação Oswaldo Cruz. Neste programa as tecnologias almejadas são concebidas como produtos, processos e serviços com impacto na saúde pública para atendimento à demanda sanitária, social e econômica do país. A temática abarca o processo de disseminação de tecnologias para o desenvolvimento infantil a partir da extensão universitária, entendida como um dos pilares da universidade que lhe confere um diferencial pela possibilidade de articulação mais imediata com os diversos segmentos da sociedade. Só pode ser concebida se articulada com o ensino e a pesquisa, os quais já contam com indicadores objetivamente mensuráveis. Objetivos: 1. Conhecer a inclusão do conteúdo de Desenvolvimento Infantil nos âmbitos de ensino, pesquisa e extensão das faculdades/universidades; 2. Documentar a participação dos representantes das faculdades/universidades na implantação das tecnologias de Desenvolvimento Infantil nos municípios; 3. Avaliar a contribuição do projeto comunitário da FMCSV na inclusão dos conceitos e das tecnologias de Desenvolvimento Infantil no ensino, pesquisa e na transferência dos mesmos por meio da extensão das universidades partícipes; 4. Elaborar indicadores de monitoramento deste processo tendo em vista a criação de um software para registro e visibilidade das ações de extensão relacionadas aos projetos. Metodologia: O referido projeto inscreve-se no âmbito da pesquisa-ação, visando conhecer e intervir na realidade sobre a qual se pesquisa. Justifica-se a escolha desta opção metodológica, dado o caráter participativo de todo o processo de implantação dos projetos comunitários nos municípios, incluindo as universidades. Aspectos Éticos: Como se trata de uma pesquisa que envolve instituições de ensino, o presente projeto de pesquisa será submetido para análise e aprovação dos comitês de ética em pesquisa de cada instituição envolvida. Impacto do estudo: A expectativa é a de contribuir com a produção de um conhecimento que amplie a visibilidade dos processos de extensão universitária e aponte indicadores de qualidade destes processos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PINA-OLIVEIRA, ALFREDO ALMEIDA; MOREIRA, ROSELI LANA; FRACOLLI PECORA, ROSEMARY APARECIDA; CHIESA, ANNA MARIA. Analysis of the process of translation of knowledge regarding early childhood at the undergraduate level. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 48, n. SI, p. 160-167, AUG 2014. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.