Busca avançada
Ano de início
Entree

Promoção de saúde em idosos institucionalizados com enfoque odontológico e fonoaudiológico: desenvolvimento de programa preventivo, educativo e reabilitador

Processo: 10/10296-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:José Roberto de Magalhães Bastos
Beneficiário:José Roberto de Magalhães Bastos
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Pesq. associados:Aline Megumi Arakawa ; Angela Xavier ; Ariadnes Nobrega de Oliveira ; Elen Caroline Franco ; Érica Ibelli Sitta ; Fábio Silva de Carvalho ; Karin Hermana Neppelenbroek ; Luiz Fernando Pegoraro ; Magali de Lourdes Caldana ; Mariza Ribeiro Feniman ; Natalia Gutierrez Carleto ; Pedro Cesar Garcia de Oliveira ; Wanderleia Quinhoneiro Blasca
Assunto(s):Envelhecimento  Saúde pública  Promoção da saúde  Educação em saúde 

Resumo

Nos últimos anos tem-se observado aumento na população de idosos no Brasil, indicando a necessidade de profissionais especializados no atendimento desta população para a realização do diagnóstico precoce como também a reabilitação das alterações decorrentes do processo de envelhecimento proporcionando a essa população não só uma sobrevida maior, mas também uma melhor qualidade de vida e uma participação ativa na sociedade.No processo de envelhecimento ocorrem mudanças nas estruturas e nas funções do nosso corpo que podem variar de um idoso para outro, mas são normais nessa fase. Algumas dessas mudanças que aparecem no idoso devido ao processo de envelhecimento podem prejudicar a linguagem, a qualidade vocal, a audição, a mastigação e a deglutição. A prevenção das doenças crônicas e das doenças degenerativas, a assistência à saúde dos idosos dependentes e o suporte aos cuidadores representam novos desafios para o sistema de saúde instalado no Brasil. O fonoaudiólogo pode melhorar a qualidade de vida do idoso, inserindo-o novamente na sociedade como um indivíduo ativo e participativo. Da mesma forma a odontologia tem papel importante na atenção integral à saúde do idoso, mas há também a necessidade de uma visão mais global dos problemas da terceira idade pela interação com as demais profissões de saúde (psiquiatra/psicólogo, nutricionista, enfermagem), visando à promoção de saúde, às aplicações de medidas preventivas específicas e à reabilitação do paciente idoso.Sob o ponto de vista epidemiológico, as pesquisas no Brasil que estudaram a problemática da saúde bucal do idoso revelaram condições bastante críticas em relação ao dente, ao periodonto e às necessidades de próteses, evidenciando o alto grau de edentulismo nesse segmento populacional. Estes dados são alarmantes e que tendem a agravar caso não sejam adotadas medidas educativas e preventivas, além da reabilitação bucal destinada a essa população. Muitas pessoas quando chegam a Terceira Idade, por uma variedade de motivos, saem do convívio de suas famílias e vão conviver com outros idosos em lares destinados a cuidar dessa população. Quanto a trabalhos científicos relacionados a essa população, nota-se a grande escassez de estudos fonoaudiológicos e odontológicos. Dessa forma evidencia-se a importância de uma pesquisa que investigue alterações em todos os aspectos em que a Fonoaudiologia e a Odontologia podem atuar.Os programas de educação em saúde devem levar a população em geral a oportunidade de conscientização, para que possam atingir níveis consideráveis de saúde, qualidade de vida e exercício da cidadania, bem como compreender os problemas e buscar soluções. A amostra será composta por adultos e idosos assistidos pelo Abrigo Associação Beneficente Cristã (Paiva) da cidade de Bauru - SP, constituindo 129 pessoas e por profissionais que atuam na instituição.Será realizado levantamento das alterações fonoaudiológicas por meio da triagem da audição, triagem de fala, triagem de linguagem e triagem de motricidade orofacial. Também será realizado levantamento das condições odontológicas, por meio da aplicação de um questionário de avaliação de qualidade de vida para idosos (GOHAI) e exame clínico, avaliando cárie dentária, doença periodontal, uso e necessidade de prótese, alterações de tecido mole, de acordo com os códigos e critérios da Organização Mundial da Saúde de 1997.Será realizado um trabalho educativo-preventivo nas áreas da Odontologia e Fonoaudiologia com os funcionários da instituição através de palestras, discussões em grupo e acompanhamento das atividades rotineiras. O objetivo deste trabalho é melhor capacitar estes funcionários para que eles desenvolvam suas atividades de maneira onde o conhecimento teórico dará embasamento para prática.Na área odontológica os pacientes serão submetidos à confecção de prótese total e parcial superior e inferior através da técnica preconizada pelo departamento de prótese total da Faculdade de Bauru - Univer (AU)