Busca avançada
Ano de início
Entree

Redução do volume de aplicação com pontas de pulverização de energia centrífuga e hidráulica no controle da ferrugem asiática da soja

Processo: 10/10678-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Marcelo da Costa Ferreira
Beneficiário:Marcelo da Costa Ferreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesq. associados: Artur Franco Barrêto
Assunto(s):Produtos fitossanitários  Pulverizadores  Ferrugem (doença de planta)  Soja  Glycine max 

Resumo

A tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários visa à colocação uniforme do produto no alvo, com mínima perda por escorrimento e deriva. O trabalho tem como objetivo avaliar a eficiência e o controle da ferrugem asiática, em função do uso de menores volumes de aplicação associados a dois tipos de pontas de pulverização. Serão conduzidos dois experimentos com a cultura da soja nas safras 2010/11 e 2011/12 em área experimental da Universidade Estadual Paulista "Júlio Mesquita Filho". O delineamento experimental utilizado nos dois experimentos será em blocos casualizados, seguindo um esquema fatorial com 2 fatores (3 volumes de aplicação e 2 tipos de pontas) e um tratamento adicional (testemunha sem aplicação), em quatro repetições. Os tratamentos serão o resultado da combinação da ponta de pulverização hidráulica, associada aos volumes de 50, 100 e 150 L ha-1 obtidos trocando-se as vazões das pontas de pulverização e o bico rotativo associado aos volumes de 17, 35 e 50 L ha-1, obtidos trocando-se os dosadores de vazão. As avaliações realizadas nos experimentos serão deposição e cobertura da calda aplicada sobre as folhas nos três terços do dossel da cultura (superior, médio e inferior) e controle da ferrugem asiática através de notas de severidade e produtividade final. Também serão avaliados aspectos qualitativos da soja colhida como peso de 1000 grãos e classificação do tamanho dos grãos em peneiras de diferentes diâmetros. Os dados serão submetidos ao teste F e as médias das parcelas comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de significância. Para a avaliação da cobertura não será considerada a testemunha, uma vez que não haverá amostras de papel hidrossensível nestas parcelas (parcelas não-tratadas). (AU)