Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo entre biópsia e escovado como técnica de coleta de material para diagnóstico de HPV-18 e HPV-16 em lesão neoplásica e não neoplásica de cavidade oral

Processo: 10/09252-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Ivo Bussoloti Filho
Beneficiário:Ivo Bussoloti Filho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias bucais  Papillomavirus humano 16  Papillomavirus humano 18  Genitália masculina 

Resumo

As neoplasias malignas de boca e orofaringe, predominantemente carcinoma espinocelular, constituem cerca de 5% de todas as neoplasias malignas, sendo que na área de cirurgia de cabeça e pescoço a incidência abrange 6% dos casos de câncer diagnosticados anualmente no mundo. Dados epidemiológicos apontam para exposições ambientais como os principais fatores de risco, sendo o consumo de tabaco concomitante ou não ao álcool o principal fator. Apesar disso, cerca de 20% dos tumores acomete os não usuários, apontando outros fatores de risco como susceptibilidade genética e infecções virais. Diversos estudos relacionam o papiloma vírus humano (HPV) com a oncogênese do carcinoma epidermóide da mucosa do trato aéreo digestivo alto, já que este possui conhecida associação com mais de 95% dos casos de carcinomas de colo uterino. Os vírus HPV-16 e HPV-18 são considerados de alto risco, pois possuem habilidade de transformar células infectadas. Diversos autores acreditam que são muitas as variáveis que podem interferir na detecção do DNA viral, tais como o tipo de amostra coletada e o método de extração utilizado. O método de biópsia de mucosa oral ou de peças conservadas por blocos de parafina é o mai utilizado atualmente para extração de material para diagnósticos do HP, entretanto existem estudos na área de otorrinolaringologia nos quais a coleta de material foi feita pelo método de escovado de mucosa oral, uma técnica simples, pouco invasiva e de baixo custo. O presente estudo visa elucidar em definitivo a capacidade real do método do escovado para extração de material apropriado para diagnóstico dos vírus HPV-16 e HPV-18 quando comparada à biopsia. (AU)