Busca avançada
Ano de início
Entree

The Sugarcane EST Project

Processo: 00/06280-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa GENOMA
Vigência: 01 de setembro de 2000 - 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Marcio Rodrigues Lambais
Beneficiário:Marcio Rodrigues Lambais
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Expressão gênica  Cana-de-açúcar  Análise de sequência de DNA  Genoma Cana-de-Açúcar - SucEST 

Resumo

As micorrizas arbusculares (MAs) são associações simbióticas mutualísticas entre fungos da ordem Glomales e raízes da maioria das plantas terrestres. Os mecanismos moleculares que controlam o desenvolvimento e a eficiência da simbiose são desconhecidos, dificultando sua aplicação agrícola em larga escala. Embora existam várias abordagens para a identificação de genes com expressão diferencial em MAs, somente a análise sistemática e em larga escala de genes expressos em raízes colonizadas por FMAs em diferentes condições ambientais, poderá contribuir de forma significativa para o avanço do conhecimento da biologia molecular dessa simbiose. Neste trabalho, serão identificados genes com expressão diferencial durante o desenvolvimento de MAs em raízes de cana-de-açúcar, sob condições de baixo e alto nível de P no substrato de cultivo, através da análise de ESTs de raízes colonizadas por FMAs e de raízes não-colonizadas. Essa estratégia possibilitará uma visão geral dos genes diferencialmente expressos em MAs, e seus possíveis mecanismos de regulação. Adicionalmente, serão comparadas ESTs de MAs cultivadas em condições de baixa e alta concentração de P no solo, o que poderá revelar novos possíveis mecanismos de controle do crescimento fúngico intrarradicular pelo P. A grande quantidade de ESTs de cana-de-açúcar caracterizadas pelo Projeto SUCEST possibilitará também análises comparativas entre genes expressos em MAs e em interações de cana-de-açúcar com outros microrganismos, como endofíticos associativos e patogênicos. (AU)