Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e avaliação de pseudoquelantes no branqueamento de pasta de celulose por H2O2 e na inibição de corrosão dos equipamentos

Resumo

Novos processos de branqueamento de polpa de celulose, considerados como tecnologias limpas e que atendem às exigências da legislação ambiental, empregam o peróxido de hidrogênio como agente oxidante. Entretanto, neles é exigido um pré-tratamento da polpa, com quelantes, para a retirada de íons metálicos de transição, tais como ferro, cobre e manganês, e que permitem a presença de teores consideráveis de íons de magnésio, que atuam como estabilizadores, impedindo a degradação da fibra (ataque aos polissacarídeos) no tratamento posterior com peróxido. Este projeto de pesquisa visa ao desenvolvimento de um novo produto que se chamará "pseudoquelantes", diferente do tradicional quelante DTPA (ácido dietileno triamino pentacético) e que se pretende introduzir no mercado brasileiro. Objetiva-se avaliar a influência desses pseudoquelantes na eficiência do processo de branqueamento (aumento de alvura) e a conseqüente economia de peróxido. Será também avaliada a ação inibidora desses compostos na corrosão dos metais envolvidos nas etapas do pré-tratamento da polpa ("quelação"), branqueamento e etapas posteriores. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)