Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da expressão gênica dos genes ligados à síntese e ação da melatonina e ao relógio biológico (clock genes) no complexo cumulus-ovócito

Processo: 09/02513-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2010 - 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Lia de Alencar Coelho
Beneficiário:Lia de Alencar Coelho
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Melatonina  Fisiologia da reprodução 

Resumo

A melatonina, o principal hormônio sintetizado pela glândula pineal, desempenha uma função importante no controle dos ritmos circadianos e na regulação dos ciclos reprodutivos sazonais. Sua produção máxima ocorre durante o período escuro do dia e a duração de sua secreção reflete a duração da noite, portanto, mudanças circadianas das concentrações sanguíneas de melatonina em função do ciclo claro-escuro transmitem a informação fotoperiódica ao eixo hipotalâmico-pituitário-gonadal para organização dos ritmos sazonais em mamíferos. O ritmo circadiano endógeno da melatonina é gerado no núcleo supraquiasmático do hipotálamo e sincronizado pelo ciclo claro-escuro via trato retino-hipotalâmico. A informação fotoperiódica é recebida pela retina, passa por uma complexa via neural com múltiplos passos envolvendo várias áreas hipotalâmicas, e transmitida para glândula pineal através de receptores noradrenérgicos. Vários estudos têm sugerido uma ação direta da melatonina no tecido ovariano, mas seu efeito varia conforme o tipo celular e a estrutura do tecido. A literatura carece de mais publicações sobre os mecanismos fisiológicos que mediam os vários efeitos da melatonina sobre o tecido ovariano. Além disso, a expressão gênica de receptores para melatonina e nem das enzimas envolvidas em sua síntese, assim como a presença de genes ligados ao relógio biológico nos ovócitos e nas células do cumulus ainda não foi investigada. O projeto tem a proposta de investigar a expressão de RNAm dos genes dos receptores para melatonina (MT1, MT2 e RORa), das enzimas envolvidas na síntese de melatonina (TPH, AA-NAT e HIOMT) e nos genes ligados ao relógio biológico (bmal1, clock, per1, per2, per3, cry1, cry2 e rev-erb ±) em ovócitos e células do cumulus oophorus provenientes de complexos cumulus-ovócitos (COCs) imaturos e submetidos à maturação in vitro com e sem melatonina adicionada ao meio de cultivo em ratas e vacas e avaliar o perfil diário da expressão gênica dos genes previamente identificados em ovócitos e células do cumulus oophorus de ratas. O projeto terá duração de vinte e quatro meses e será desenvolvido no Laboratório de Morfofisiologia da Reprodução da FZEA em Pirassununga-SP e no Laboratório de Neurobiologia do Departamento de Fisiologia e Biofísica do ICB/USP, em São Paulo-SP. (AU)