Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da composição química e suas variações em tecidos biológicos submetidos a agentes físicos

Processo: 10/51698-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Convênio/Acordo: FINEP - CT - Infra
Pesquisador responsável:João Manuel Domingos de Almeida Rollo
Beneficiário:João Manuel Domingos de Almeida Rollo
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Engenharia tecidual  Osteoporose  Histologia 

Resumo

O Programa de Pós-Graduação Bioengenharia-USP possui diversas linhas de pesquisa que se dedicam à estimulação da neo-formação ou regeneração de tecidos biológicos, seja pela aplicação de agentes físicos a defeitos ou patologias existentes em tecidos biológicos, seja pela inclusão no sistema biológico de biomateriais capazes de induzir a neo-formação. A correta descrição dos efeitos da aplicação de agentes físicos ou de biomateriais para a redução do tempo de regeneração de tecidos biológicos envolve parâmetros que técnicas avançadas para a análise morfométrica por técnicas de microscopia óptica. Por outro lado, existe ainda a questão dos implantes deverem apresentar um desempenho biológico satisfatório, não representando risco para o hospedeiro, nem sofrendo ação deletéria por parte do hospedeiro. Tais propriedades também dependem da composição química do implante, não apenas da composição química do material do implante, mas também das possíveis adições decorrentes do processo de manufatura. A qualidade do reparo tecidual produzido assim como o desempenho biológico dos biomateriais são função direta da composição química do tecido obtido. Através de técnicas de espectroscopia e difração de raios-X, é possível obter-se a composição química de tecidos biológicos e biomateriais, possibilitando a caracterização das mudanças químicas relacionadas à ação de agentes físicos, no caso dos tecidos biológicos, ou a biocompatibilidade do biomaterial, no caso dos implantes. Enquanto as técnicas de fluorescência de raios-X permitem a determinação dos elementos químicos presentes e sua proporção, as técnicas de difração de raios-x possibilitam a determinação de parâmetros estruturais dos materiais. Assim, o presente projeto de pesquisa tem por objetivo a consolidação da infra-estrutura de pesquisa científica vinculada à consolidação das linhas de pesquisa voltadas à Bioengenharia de tecidos, em particular os trabalhos do grupo de pesquisa em tratamento da Osteoporose em fase de nucleação. A infra-estrutra necessária inclui a aquisição de equipamentos para micro-polimento para histologia (para complementar o sistema de preparação histológica) e microcópio invertido preparado para fluorescência. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CESAR, R.; BRAVO-CASTILLERO, J.; RAMOS, R. R.; PEREIRA, C. A. M.; ZANIN, H.; ROLLO, J. M. D. A. Relating mechanical properties of vertebral trabecular bones to osteoporosis. COMPUTER METHODS IN BIOMECHANICS AND BIOMEDICAL ENGINEERING, DEC 2019. Citações Web of Science: 0.
CAMILO, CLAUDIA C.; SILVEIRA, CELEY A. E.; FAEDA, RAFAEL S.; DE ALMEIDA ROLLO, JOAO M. D.; PURQUERIO, BENEDITO DE MORAES; FORTULAN, CARLOS ALBERTO. Bone response to porous alumina implants coated with bioactive materials, observed using different characterization techniques. JOURNAL OF APPLIED BIOMATERIALS & FUNCTIONAL MATERIALS, v. 15, n. 3, p. E223-E235, JUL-SEP 2017. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.