Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos dos defeitos de esmalte na dentição decídua

Processo: 10/13187-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de janeiro de 2011 - 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Fabio Luiz Mialhe
Beneficiário:Fabio Luiz Mialhe
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Pesq. associados: Cristiane Maria da Costa Silva ; Gláucia Maria Bovi Ambrosano
Assunto(s):Cárie dentária  Esmalte dentário  Epidemiologia  Estudos longitudinais 

Resumo

Os Defeitos de Desenvolvimento do Esmalte (DDEs) são comuns nas dentições decíduas e permanentes e freqüentemente estão associados à maior experiência de cárie dentária. Foram observadas características semelhantes entre opacidades demarcadas em segundos molares decíduos (SMDH) com hipomineralizações presentes em primeiros molares e incisivos permanentes, denominados Hipomineralização Molar-Incisivo (HMI). Assim, o primeiro objetivo desse estudo é verificar a prevalência e severidade de SMDH entre crianças com 4 a 6 anos do município de Botelhos, MG. Além disso, pretende-se verificar prospectivamente a relação entre a presença e severidade de SMDH na dentição decídua com a prevalência e severidade de HMI na dentição permanente; verificar a associação da SMDH com a cárie dentária e necessidades de tratamento na dentição decídua; verificar a associação de SMDH com fatores socioeconômicos e demográficos e, por meio de estudo retrospectivo, a associação da ODSM e HMI com a história médica pré-natal da mãe e da criança até os 24 primeiros meses de vida. Crianças de 4 a 6 anos, serão avaliadas com uso dos critérios de diagnósticos de HMI, adicionados da severidade dos defeitos; dos índices de cárie e necessidades de tratamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os exames serão realizados em ambiente escolar, a cada seis meses, pelo período de dois anos ou até que se complete a irrupção dos primeiros molares permanentes das crianças. Os pais responderão ao questionário socioeconômico. Os dados sobre saúde da mãe e da criança serão coletados por meio do cartão da gestante e da criança. Os dados serão tabulados e analisados pela regressão de Poisson e risco relativo, no programa SAS. Todos os testes considerarão o nível de significância de 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA COSTA SILVA, CRISTIANE MARIA; MARCO ORTEGA, EDWIN MOYSES; MIALHE, FABIO LUIZ. The Impact of Molar-Incisor Hypomineralisation on Dental Caries in Permanent First Molars: A Prospective Cohort Study. ORAL HEALTH & PREVENTIVE DENTISTRY, v. 15, n. 6, p. 581-586, NOV-DEC 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.