Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da expressão do c-kit, PTEN e correlação entre as conexinas 32, 43, E-caderina e a proteínas citoplasmáticas associadas a caderinas em mastocitomas da espécie canina

Processo: 10/08523-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2010 - 31 de outubro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Lucia Zaidan Dagli
Beneficiário:Maria Lucia Zaidan Dagli
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia veterinária 

Resumo

É fundamental o estudo dos mastocitomas para a compreensão de suas causas, tipos e formas de tratamento. O assunto é de extrema importância em virtude da grande ocorrência de casos desta doença em cães, sendo necessário um profundo conhecimento dos diversos fatores a ela inerentes. Os mastocitomas estão entre neoplasias cutâneas caninas as mais frequentes. São definidos como uma proliferação excessiva de mastócitos, e originam-se na derme e representam de 16 a 21% de todos os tumores cutâneos. O comportamento biológico dos mastocitomas é variável, por isso torna-se difícil realizar um prognóstico acurado e determinar a melhor terapia. As células neoplásicas exibem graus variáveis de diferenciação, com base na presença e proeminência de seus grânulos citoplasmáticos nas secções histológicas coradas por hematoxilina e eosina. Os mastocitomas caninos foram classificados histologicamente em graus I, II e III, que segundo Patnaik e colaboradores, correlacionam-se com o prognóstico. Está classificação tem sido utilizada subjetivamente nestes tumores com finalidade prognóstica. Neste projeto investigaremos as bases moleculares e celulares dos mastocitomas caninos nos diferentes graus. Como a capacidade de invasão das neoplasias para os tecidos adjacentes e disseminação para órgãos distantes, em parte, é atribuída à diminuição da expressão das moléculas de adesão, as quais são importantes não apenas no estabelecimento e manutenção das uniões intercelulares, mas também na determinação da especificidade adesiva das células. Dessa forma, pretendemos estudar as bases moleculares dos genes das junções de adesão célula-célula e das junções comunicantes. Nossos objetivos específicos compreendem, portanto: 1) Realizar análise histopatológica dos mastocitomas e fazer a graduação segundo Patnaik (grau I, II e III); 2) Estabelecer e caracterizar a cultura primária de mastocitomas caninos graus I, II e III; 3) Realizar análise imuno-histoquímica das proteínas c-kit e PTEN (phosphatase, tensin homologue) e das seguintes moléculas de adesão: E-caderina, ²-catenina, ±-catenina, p120-catenina e de moléculas de comunicação celular como as conexinas 32 e 43, nos diferentes graus do mastocitoma canino em cultura celular; 4) Realizar o isolamento dos mastócitos provenientes da cultura celular dos mastocitomas, utilizando coluna magnética, a fim de se obter proteínas exclusivamente dos mastócitos para a análise de expressão das moléculas c-kit, PTEN, Cx32, Cx43, E-caderina, ²-catenina, ±-catenina, p120-catenina por imuno-blot; 5) Realizar a extração do RNA-total dos mastócitos isolados pela coluna magnética para a análise de expressão dos genes: CD117 (c-kit), Phosphatase, tensin homologue (PTEN), GJB1 (Cx32), GJA1 (Cx43), CDH1 (E-caderina), CTNNB1 (²-catenina), CTNNA1 (±-catenina) e CTNND1 (p120-catenina), por PCR em Tempo Real. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MACKOWIAK, I. I.; GENTILE, L. B.; CHAIBLE, L. M.; NAGAMINE, M. K.; GUERRA, J. M.; MOTA, E. F. F.; MATERA, J. M.; MENNECIER, G.; SANCHES, D. S.; DAGLI, M. L. Z. E-cadherin in canine mast cell tumors: Decreased expression and altered subcellular localization in Grade 3 tumors. VETERINARY JOURNAL, v. 194, n. 3, p. 405-411, DEC 2012. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.