Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização da concepção e da operação de sistemas de tratamento de esgoto por lodo ativado com aeração prolongada (FAPESP-SABESP)

Processo: 10/50741-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Parceria para Inovação Tecnológica - PITE
Vigência: 01 de março de 2012 - 28 de fevereiro de 2014
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária
Convênio/Acordo: SABESP
Pesquisador responsável:Roque Passos Piveli
Beneficiário:Roque Passos Piveli
Instituição-sede: Escola Politécnica (EP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Empresa: Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos (São Paulo - Estado). Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP)
Município: São Paulo
Bolsa(s) vinculada(s):12/04235-0 - Otimização da concepção e da operação de sistemas de tratamento de esgoto por lodo ativado com aeração prolongada, BP.DR
Assunto(s):Esgotos sanitários  Processo de lodo ativado  Tratamento de esgotos sanitários  Lodo ativado  Aeração 

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo a produção de elementos para a avaliação da viabilidade de se agregar novas tecnologias a uma estação de tratamento de esgoto sanitário pelo processo de lodo ativado com aeração prolongada. O estudo será desenvolvido na ETE Limoeiro, localizada no Município de Presidente Prudente/SP. No sub-projeto será estudada a remoção biológica de nitrogênio via nitrificação/desnitrificação simultânea, controlando-se a idade do lodo e o sistema de fornecimento de ar por sensores de concentração de oxigênio dissolvido, amônia e nitrato, e de potencial de óxido-redução instalados nos tanques de aeração. No controle do processo serão incluídas determinações de DQO rapidamente biodegradável, nitrogênio total Kjeldahl, amoniacal, nitrito e nitrato no esgoto e SSV, densidades de bactérias nitritantes, nitratantes e desnitrificantes, dentre outras variáveis. Espera-se com este sub-projeto, contribuir para o desenvolvimento de uma forma diferenciada de controle operacional que leva à economia de energia para a aeração e que resulta no importante benefício da remoção de nitrogênio do esgoto. O sub-projeto 2 abordará a linha de tratamento de lodo da mesma ETE, procurando-se determinar as melhores condições para adensamento gravitacional assistido quimicamente do excesso de lodo ativado. Serão realizados ensaios de aplicação de polímeros, tendo-se por referência o teor de sólidos a ser obtido no lodo desidratado em decanters centrífugos. Estes lodos das centrífugas serão aplicados em estufas, cujo delineamento experimental foi definido para determinação das melhores condições operacionais para a obtenção de um lodo com um teor de sólidos substancialmente superior. Assim, o volume final a ser transportado e disposto é menor, reduzindo-se custos operacionais. Além disso, será investigado o fato desse tratamento adicional resultar em lodo classe A de acordo com a Resolução 375 do CONAMA, tornando-o apto para uso agronômico. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.