Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto do acompanhamento farmacoterapêutico na evolução clínica de pacientes soropositivos para HIV

Processo: 10/00792-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2010 - 30 de novembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Patricia Moriel
Beneficiário:Patricia Moriel
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Tratamento farmacológico  Farmácia clínica  Atenção farmacêutica  HIV 

Resumo

A Política Nacional de Medicamentos preconiza a reorientação da assistência farmacêutica, de modo que esta não se restringe apenas à aquisição e à distribuição de medicamentos, mas sim a transformação do modelo de atenção prestada. Os princípios que norteiam o Sistema Único de Saúde são aspectos fundamentais para as ações de adesão em HIV/AIDS. Desde o surgimento da AIDS, o constante desenvolvimento de novos medicamentos vem prolongando significativamente a vida dos portadores do HIV ao dificultar a multiplicação do vírus. O objetivo da terapia anti-retroviral é atingir o máximo de supressão na replicação do HIV, porém existe uma má adesão a estes medicamentos associada aos efeitos adversos/tóxicos e as interações medicamentosas. Portanto, o objetivo deste projeto é o acompanhamento farmacoterapêutico e orientação sobre o uso racional de medicamentos em pacientes com HIV realizando uma consulta farmacêutica, visando melhor adesão ao tratamento, qualidade de vida, a diminuição da resistência viral aos antiretrovirais e dos efeitos adversos/tóxicos dos medicamentos. Serão estudados pacientes do Hospital Dia da UNICAMP (HC-UNICAMP, Campinas, Brasil). Os pacientes serão randomizados em dois grupos: 1) controle - que não passam por consulta farmaceutica; 2) que passam por consulta farmacêutica. Os pacientes do grupo 2 passarão por consulta farmacêutica seguindo o método de Minissota de acompanhamento farmacoterapico. Serão quantificados os Problemas Relacionados aos Medicamentos (PRMs) antes e após as intervenções farmacêuticas, estas realizadas com o paciente e com a equipe clínica. Os PRMs serão classificados dependendo de sua necessidade, efetividade e segurança. Serão avaliados nos dois grupos o peso, CD4+, carga viral e hemoglobina antes e após (retorno)como parâmetros clínicos de melhora dos pacientes. Será avaliada a qualidade de vida e a adesão dos pacientes antes e após a intervenção farmacêutica utilizando o Instrumento de qualidade de Vida direcionado para HIV/AIDS traduzido, adaptado e validado para pacientes HIV no Brasil. Tmabém será avaliada durante 6 meses o impacto do acompanhamento da farmacoterapia na farmacoeconomia. Neste contexto a contribuição deste projeto será a melhoria a adesão ao tratamento medicamentoso, podendo, conseqüentemente racionalizar o uso de recursos em medicamentos e tratamentos de co-morbidades causadas pela baixa adesão, além de eliminar ou reduzir a sintomatologia do paciente, interromper ou retardar o processo patológico, prevenir demais enfermidades ou sintomatologia, demonstrando assim a necessidade da implantação de um serviço de farmácia clínica no SUS. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.