Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise in vitro da precisão de técnicas de esplitagem na moldagem de implantes no esquema all-on-four.

Resumo

O assentamento passivo é um dos pré-requisitos mais importantes na reabilitação oral sobre implantes com carga imediata e na manutenção da osseointegração. Sendo assim, as técnicas de moldagem para próteses implantossuportadas são ainda responsáveis por grande preocupação e controvérsia entre os pesquisadores. A proposta do presente estudo é avaliar "in vitro" a precisão de diferentes métodos de união de transferentes quadrados na moldagem de implantes paralelos e angulados instalados em curva, simulando o esquema de reabilitação all-on-four, através uma matriz metálica obtida em CAD/CAM, que suprimi os efeitos indesejados de forças extrínsecas aplicadas no ato da remoção da moldeira. Os componentes protéticos serão da empresa Conexão (Conexão Sistemas de Prótese). Após a obtenção dos respectivos moldes (Silicona de Adição - 3M ESPE), os mesmos serão vazados com gesso tipo IV (FujiRock) sob espatulação à vácuo. Estruturas metálicas serão confeccionadas sobre as matrizes metálicas e, em seguida, parafusadas nos modelos obtidos. Na presença de fendas, as medições serão feitas por um programa (Leica QWin) que receberá as imagens de uma câmara de vídeo acoplada a uma lupa Leica (100 x). Não obstante, espera-se entender o comportamento das técnicas de moldagem para próteses implantossuportadas por meio de situações clínicas rotineiras. Da mesma forma, concluir qual o método oferecerá maior precisão diante das diferentes posições dos implantes com diferentes sentidos de inclinações. (AU)