Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogeografia de tubarões pelágicos no Atlântico, utilizando marcadores moleculares do DNA mitocondrial

Processo: 10/51903-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2011 - 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Fausto Foresti
Beneficiário:Fausto Foresti
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Filogeografia  Tubarões  Variação genética  Marcador molecular  DNA mitocondrial  Conservação biológica 

Resumo

Até poucas décadas atrás a captura de tubarões era considerada apenas como incidental e sem efeitos significativos para as suas populações. No entanto, principalmente devido ao grande aumento no valor das nadadeiras no mercado asiático e ao declínio das populações de peixes mais tradicionais para o consumo humano, os tubarões passaram a ser alvos das pescarias em praticamente todo o mundo. Entre os tubarões mais explorados, as espécies pelágicas apresentam uma maior complexidade na avaliação e monitoria de suas populações devido às suas distribuições em vastas áreas geográficas. Destas, Prionace glauca, Carcharhinus longimanus, Alopias superciliosus e Sphyrna zygaena, com ocorrências circunglobais, estão entre as principais espécies de tubarões que apresentam fortes sinais de esgotamento populacional e, no entanto, avaliações que viabilizem o manejo adequado da pesca ainda permanecem inconsistentes. A este respeito, estudos relacionados à estruturação genética populacional de peixes têm contribuído substancialmente para a elucidação de questões como a variabilidade genética, distribuição geográfica, padrões de migração, estoques reprodutivos, taxonomia, sistemática e eventos históricos. Tais aspectos são especialmente relevantes para o setor pesqueiro fornecendo subsídios para o manejo e conservação de estoques. Considerando a urgente necessidade de controle sustentável da pesca, dificultada principalmente pela falta de informações, este estudo buscará caracterizar a estrutura genética populacional das espécies P. glauca, C. longimanus, A. superciliosus e S. zygaena, no Oceano Atlântico, utilizando marcadores moleculares do DNA mitocondrial. A identificação de padrões de estruturação populacional compartilhados entre estas espécies, se existentes, poderá viabilizar o manejo e a conservação a partir de delimitações territoriais que sejam eficientes para um grupo de espécies e não apenas para uma única delas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Academia Brasileira de Ciências empossa novos membros 
Academia Brasileira de Ciências elege novos membros 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MENDES, N. J.; CRUZ, V. P.; MENDONCA, FERNANDO FERNANDES; PARDO, B. G.; COELHO, R.; ASHIKAGA, F. Y.; CAMARGO, S. M.; MARTINEZ, P.; OLIVEIRA, C.; SANTOS, M. N.; FORESTI, F. Microsatellite loci in the oceanic whitetip shark and cross-species amplification using pyrosequencing technology. CONSERVATION GENETICS RESOURCES, v. 7, n. 2, p. 585-589, JUN 2015. Citações Web of Science: 0.
DA SILVA FERRETTE, BRUNO LOPES; MENDONCA, FERNANDO FERNANDES; COELHO, RUI; VASCONCELOS DE OLIVEIRA, PAULO GUILHERME; VIEIRA HAZIN, FABIO HISSA; ROMANOV, EVGENY V.; OLIVEIRA, CLAUDIO; SANTOS, MIGUEL NEVES; FORESTI, FAUSTO. High Connectivity of the Crocodile Shark between the Atlantic and Southwest Indian Oceans: Highlights for Conservation. PLoS One, v. 10, n. 2 FEB 17 2015. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.