Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilização do extrato de óleo insaponificável de abacate e soja na doença periodontal induzida e na osseointegração. avaliação histológica, radiográfica e imuno-inflamatória em ratos

Processo: 10/13029-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2011 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Rosemary Adriana Chierici Marcantonio
Beneficiário:Rosemary Adriana Chierici Marcantonio
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Elcio Marcantonio Junior ; Guilherme José Pimentel Lopes de Oliveira ; Joni Augusto Cirelli
Assunto(s):Doenças periodontais  Ósseointegração  Tratamento periodontal 

Resumo

A proposta deste projeto é avaliar, em ratos, a influência da utilização do extrato de óleo insaponificável de abacate e soja na doença periodontal e na osseointegração de implantes dentais. Para isso serão realizados: avaliação histológica e imunohistoquimica da utilização do extrato de óleo insaponificável de abacate e soja na reabsorção óssea de ratos submetidos a um modelo de doença periodontal induzida e na osseointegração de implantes dentais, como também análise de força de torque nos implantes. O medicamento utilizado será o extrato de óleo insaponificável de abacate e soja (Piascledine 300, Expanscience Lab, France) ministrado 0.6 g/kg/dia por gavagem, uma vez ao dia. Na avaliação da doença periodontal será realizada indução da doença com ligadura. Após um período de sete dias, as ligaduras serão removidas e os tratamentos aplicados em cada grupo. Os animais serão selecionados aleatoriamente e divididos em 8 grupos, avaliados em três períodos experimentais (7,15 e 30 dias), com 7 animais em cada grupo, sendo: GRUPO I - Controle Positivo - indução da doença periodontal através da utilização de ligaduras. Após a remoção da ligadura inicio da aplicação por gavagem de 2 ml de soro fisiológico até o momento do sacrifício; GRUPO II - início da administração do medicamento 7 dias antes de indução de doença periodontal; GRUPO III - administração do medicamento 7 dias antes de indução de doença periodontal. No momento da remoção da ligadura realização de raspagem subgengival. GRUPO IV - indução da doença periodontal e no mesmo dia início da administração do medicamento; GRUPO V - administração do medicamento no dia da indução da doença periodontal e raspagem subgengival no momento de remoção da ligadura, GRUPO VI - indução da doença periodontal e no momento da remoção das ligaduras iniciar administração do medicamento; GRUPO VII - indução da doença periodontal e no momento da remoção das ligaduras iniciar administração do medicamento e realizar a raspagem subgengival; GRUPO VIII - Controle Negativo - indução da doença periodontal através da utilização de ligaduras e após a remoção da ligadura raspagem subgengival e inicio da aplicação por gavagem de 2 ml de soro fisiológico até o momento do sacrifício. Para o estudo com implantes osseointegrados, estes serão colocados nas tíbias dos animais e divididos em 3 grupos: GRUPO I - colocação de implantes na região de tíbia; GRUPO II - início da administração do medicamento 7 dias antes da colocação dos implantes na região de tíbia e GRUPO III - administração do medicamento no dia de colocação dos implantes osseointegrados na tíbia. As avaliações serão: análise histomorfométrica e imuno-inflamatória [detecção e localização da expressão das citocinas inflamatórias Interleucina - 1b (IL-1b), Interleucina - 6 (IL-6), Fator de Necrose Tumoral-a (TNF-a) e outras proteínas ligadas à reabsorção óssea: ligante do ativador do receptor de fator kappa B nuclear (RANKL) e osteoprotegerina (OPG)] e para os implantes haverá também a análise de remoção ao torque. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
JACKELINE DO NASCIMENTO TSURUMAKI; LUIZ GUILHERME FREITAS DE PAULA; SABRINA GARCIA DE AQUINO; ELCIO MARCANTONIO JR; GUILHERME JOSÉ PIMENTEL LOPES DE OLIVEIRA; ROSEMARY ADRIANA CHIÉRICI MARCANTONIO. Effect of avocado/soybean unsaponifiables on periodontal repair in rats with arthritis and induced periodontitis. Journal of Applied Oral Science, v. 27, p. -, 2019. Citações Web of Science: 0.
FREITAS DE PAULA, LUIZ GUILHERME; PIMENTEL LOPES DE OLIVEIRA, GUILHERME JOSE; PINOTTI, FELIPE EDUARDO; GRECCHI, BRUNA BIAGIONI; DE AQUINO, SABRINA GARCIA; CHIERICI MARCANTONIO, ROSEMARY ADRIANA. Effect of Avocado/Soybean Unsaponifiables ASU on Osseointegration in Rats with Experimental Arthritis. INTERNATIONAL JOURNAL OF ORAL & MAXILLOFACIAL IMPLANTS, v. 33, n. 3, p. 603-612, MAY-JUN 2018. Citações Web of Science: 0.
PIMENTEL LOPES DE OLIVEIRA, GUILHERME JOSE; FREITAS DE PAULA, LUIZ GUILHERME; CHAVES DE SOUZA, JOAO ANTONIO; SPIN-NETO, RUBENS; STAVROPOULOS, ANDREAS; CHIERICI MARCANTONIO, ROSEMARY ADRIANA. Effects of avocado/soybean unsaponifiables (ASU) on the treatment of ligature-induced periodontitis in rats. Brazilian Oral Research, v. 31, 2017. Citações Web of Science: 6.
OLIVEIRA, G. J. P. L.; PAULA, L. G. F.; SOUZA, J. A. C.; SPIN-NETO, R.; STAVROPOULOS, A.; MARCANTONIO, R. A. C. Effect of avocado/soybean unsaponifiables on ligature-induced bone loss and bone repair after ligature removal in rats. JOURNAL OF PERIODONTAL RESEARCH, v. 51, n. 3, p. 332-341, JUN 2016. Citações Web of Science: 4.
PIMENTEL LOPES DE OLIVEIRA, GUILHERME JOSE; FREITAS DE PAULA, LUIZ GUILHERME; SPIN-NETO, RUBENS; STAVROPOULOS, ANDREAS; SPOLIDORIO, LUIS CARLOS; MARCANTONIO, JR., ELCIO; CHIERICI MARCANTONIO, ROSEMARY ADRIANA. Effect of Avocado/Soybean Unsaponifiables on Osseointegration: A Proof-of-Principle Preclinical In Vivo Study. INTERNATIONAL JOURNAL OF ORAL & MAXILLOFACIAL IMPLANTS, v. 29, n. 4, p. 949-957, JUL-AUG 2014. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.