Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle automático integrado do processo de secagem de uvas destinadas à vinificação

Resumo

O projeto apresentado enquadra-se na chamada Agricultura de Precisão, área tecnológica e de pesquisa que vem crescendo aceleradamente, devido às necessidades impostas pelo Agronegócio, a sustentabilidade, diminuição de impactos ao meio ambiente, uso racional de recursos, melhoria de processos produtivos e de agregação de valor aos produtos. O projeto, por uma característica multidisciplinar, deve contribuir para a formação e treinamento de recursos humanos, pois agrupa discentes de graduação e pós-graduação, sob minha orientação. Os discentes de graduação (02) obtiveram bolsa do CNPq junto ao Programa de Iniciação Científica na UNICAMP (PIBIC), com inicio em agosto de 2010. Neste mesmo ano, dois discentes do programa de pós-graduação iniciaram seus programas, um de mestrado e um de doutorado, com bolsa da CAPES e do CNPq, respectivamente. Como contrapartida conta-se também, com infra-estrutura laboratorial para o desenvolvimento experimental, assim como com o apóio de produtores de uva da região. As necessidades ainda presentes em termos de infra-estrutura estão sendo providenciada junto a órgãos de incentivo a pesquisa. No âmbito da contribuição à área de Engenharia Agrícola, espera-se que sejam obtidos subsídios que permitam avançar no estado da arte da aplicação de técnicas de instrumentação e controle automático de processos de desidratação de uvas destinadas à produção de vinhos, com variedades da fruta cultivadas no Estado de São Paulo. Dependendo dos resultados obtidos e da relação custo-benefício avaliada no processo, a tecnologia poderá vir a ser transferida para o setor produtivo, contribuindo a Vitivinicultura no Estado de São Paulo. Paralelamente, os resultados da pesquisa serão encaminhados para a avaliação e publicação em periódicos catalogados entre A1 e B2, assim como apresentados em eventos de caráter nacional e internacional. Vale à pena ressaltar que esta proposta vem ao encontro de esforços voltados para a melhoria da Vitivinicultura no Brasil, e especificamente, no Estado de São Paulo, que já foi o berço da vinha no Brasil, logo se converteu no maior produtor de uvas, mas contraditoriamente não tem uma produção relevante de vinhos de qualidade. A revitalização da Vitivinicultura Paulista vem agrupando a participação do governo, instituições de pesquisa e da iniciativa privada. Neste contexto, a Universidade Estadual de Campinas congrega uma equipe de professores e pesquisadores de várias unidades da Unicamp (Faculdade de Engenharia de Alimentos, de Engenharia Agrícola, Instituto de Química, Laboratório Thomson e Instituto de Economia), além do Instituto Agronômico de Campinas e do Instituto Técnico de Alimentos. Propõe-se um estudo envolvendo a aplicação de técnicas de instrumentação, supervisão e controle automático, do processo de desidratação de uvas destinadas à vinificação, em condições variáveis de temperatura, umidade relativa e vazão de ar, acrescentado da pesagem das frutas durante o processo de desidratação e da medição do consumo de energia elétrica. O efeito do controle integrado destas variáveis, através de um software supervisório, será avaliado e validado através de parâmetros físico-químicos das frutas após a desidratação, como concentração de compostos de importância na qualidade do vinho. Também se espera que além de iniciar os estudos nesta área, se de continuidade às pesquisas correlatas, buscando o aprofundamento e/ou avanço do estado da arte focando a transferência de tecnologia para o setor produtivo. (AU)