Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação de isótopos de Pb, Sr, H e o como ferramentas de investigação de recarga e contaminação da água subterrânea na região Oeste da cidade de São Paulo, Bacia do Alto Tietê

Processo: 10/20876-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Veridiana Teixeira de Souza Martins
Beneficiário:Veridiana Teixeira de Souza Martins
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Marly Babinski ; Ricardo César Aoki Hirata
Assunto(s):Hidrologia  Águas subterrâneas  Isótopos  Hidrogênio  Oxigênio  Estrôncio  Chumbo 

Resumo

A gestão da Água subterrânea na Região Metropolitana de São Paulo e seu uso sustentável dependem de dois fatores principais, o estudo da quantidade e o da qualidade, ou seja, da recarga e da contaminação da água. Compreender como ocorre a recarga e se a contaminação detectada é de origem natural ou antrópica são fundamentais para o gerenciamento deste recurso. Faz parte desta tarefa entender como se dá a interação entre os diversos arcabouços terrestres como águas superficiais, material geológico, água subterrânea e materiais antrópicos. Dados preliminares (Martins, 2008) têm mostrado que os isótopos de Sr, Pb, H e O são bons indicadores de processos de interação entre as esferas terrestres e para identificação de fontes de contaminação, bem como para avaliação da recarga de aquíferos. Para ampliar os dados obtidos anteriormente e fomentar os resultados obtidos pretende-se estudar três casos de contaminação distintos, com condições hidrogeológicas diferentes, para avaliar a aplicação de diferentes sistemas isotópicos no estudo da recarga e da investigação de fontes de contaminação. O primeiro envolve a contaminação de flúor e anomalia de bário em aquífero raso na Cidade Universitária, o segundo a contaminação de flúor em aquífero cristalino profundo na Barra Funda e o terceiro a contaminação de bário tanto em aquífero sedimentar profundo na região de Salto de Pirapora, quanto em aquífero cristalino em Barueri. Além de amostras de água subterrânea também pretende-se amostrar águas superficiais e de chuva, bem como de esgoto doméstico e da estação de tratamento, possam estar contribuindo com a recarga dos aqüíferos estudados. A comparação com isótopos mais aceitos cientificamente e com outros casos servirão de apoio aos resultados obtidos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARTINS, VERIDIANA T. DE S.; PINO, DAPHNE SILVA; BERTOLO, REGINALDO; HIRATA, RICARDO; BABINSKI, MARLY; PACHECO, DIEGO FELIPE; RIOS, ANA PAULA. Who to blame for groundwater fluoride anomaly in Sao Paulo, Brazil? Hydrogeochemistry and isotopic evidence. APPLIED GEOCHEMISTRY, v. 90, p. 25-38, MAR 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.