Busca avançada
Ano de início
Entree

Indicadores de sustentabilidade para a aquicultura

Processo: 10/52212-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Regular
Vigência: 01 de março de 2011 - 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
Convênio/Acordo: CNPq - REPENSA
Pesquisador responsável:Wagner Cotroni Valenti
Beneficiário:Wagner Cotroni Valenti
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Aquicultura  Reúso da água  Sustentabilidade  Indicadores de desenvolvimento sustentável 

Resumo

A aquicultura é o setor de produção de alimentos que mais cresce no mundo. No Brasil, a produção ultrapassou 425 mil toneladas em 2009. Para que a atividade se desenvolva com sucesso, é necessário que atenda aos princípios da sustentabilidade. A rede Sustentabilidade na Aquicultura é formada por 38 pesquisadores de 15 instituições de pesquisa, distribuídas nas regiões sul, sudeste, nordeste e norte. Foi formada a partir do Grupo de Trabalho em Sustentabilidade, constituído pelo Ministério da Pesca e Aquicultura em 2009 para estudar e propor um conjunto de indicadores adequados para avaliar a sustentabilidade da aquicultura brasileira. A esse grupo juntaram-se outros pesquisadores interessados no tema. Assim, o objetivo dessa rede é desenvolver um conjunto de indicadores de sustentabilidade adequados para avaliar a aquicultura brasileira e formar pessoal qualificado para atuar na avaliação da sustentabilidade da aquicultura. Serão analisados 22 sistemas de produção de peixes, crustáceos, moluscos e algas, localizados nas regiões sul, sudeste, nordeste e norte. Estes são bastante representativos para aquicultura brasileira. Três séries de coletas de amostras e dados serão realizadas com visitas de 3 dias cada uma aos empreendimentos. Serão obtidos dados que permitam avaliar de forma científica a eficiência no uso dos recursos financeiros, naturais e humanos, bem como os impactos negativos e positivos de cada empreendimento sobre o ambiente e as populações locais. Será padronizada uma metodologia para obtenção e análise dos dados econômicos, ambientais e sociais. Esses dados serão usados para calcular os indicadores de sustentabilidade previamente proposto pelo grupo com base teórica, visando a validação da metodologia em campo. Ao final dos trabalhos, será produzido um documento com os indicadores e respectivos métodos de obtenção adequados para avaliar a aquicultura do Brasil, que será enviado ao Ministério da Pesca e Aquicultura. Este se encarregará da sua difusão e incorporação nas políticas públicas para o Setor Aquícola. Além disso, serão produzidos pelas equipes participantes e seus alunos dezenas de trabalhos científicos com padrão internacional. Monografias de Graduação, Dissertações e Teses. Portanto, haverá a formação de recursos humanos capacitados para trabalhar com análises de sustentabilidade no Brasil. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VALENTI, WAGNER C.; KIMPARA, JANAINA M.; PRETO, BRUNO DE L.; MORAES-VALENTI, PATRICIA. Indicators of sustainability to assess aquaculture systems. ECOLOGICAL INDICATORS, v. 88, p. 402-413, MAY 2018. Citações Web of Science: 10.
FONSECA, TAMARA; COSTA-PIERCE, BARRY A.; VALENTI, WAGNER C. Lambari Aquaculture as a Means for the Sustainable Development of Rural Communities in Brazil. REVIEWS IN FISHERIES SCIENCE & AQUACULTURE, v. 25, n. 4, p. 316-330, 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.