Busca avançada
Ano de início
Entree

Frequência de alelos do HLA-DQA1 e DQB1 em fetos com toxoplasmose: associação com os genótipos parasitários e a carga parasitária

Processo: 10/15022-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2011 - 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Thelma Suely Okay
Beneficiário:Thelma Suely Okay
Instituição-sede: Instituto de Medicina Tropical de São Paulo (IMT). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Paulo Tadashi Shimokawa
Assunto(s):Toxoplasmose congênita  Virulência  Tipagem molecular  Técnicas de genotipagem 

Resumo

Pouco se conhece sobre a predisposição genética à toxoplasmose e a influência do genótipo do paciente e do parasito no desfecho da infecção, porém é possível que determinados alelos do HLA possam estar associados às formas graves de infecção, ou, ao contrario, possam funcionar como proteção, assim como já foram descritos três genótipos parasitários associados à maior patogenicidade (tipo I, predominante na toxoplasmose ocular e cerebral em pacientes HIV positivos), menor patogenicidade (tipo II, predominante em infecções congênitas), e patogenicidade intermediária (tipo III, predominante em outros animais). Serão coletadas 100 amostras de líquido amniótico e de sangue fetal de pacientes com toxoplasmose (casuística de conveniência), e outras 100 de um grupo controle sem toxoplasmose (gestantes com idade avançada submetidas à amniocentese para cariótipo fetal e fetos de termo//sangue da placenta). As amostras de líquido amniótico e de sangue fetal dos dois grupos serão analisadas quanto a presença de alelos do HLA (região DQA1 e DQB1) por multiplex-PCR, e aquelas pertencentes ao grupo de estudo (com toxoplasmose) serão submetidas a genotipagem de Toxoplasma gondii por multiplex-nested-PCR seguida por RFLP e seqüenciamento, e à quantificação da carga parasitária por Real Time PCR. Esta nova abordagem no modelo de toxoplasmose congênita, isto é, traçando o perfil genético do paciente e do parasito e a carga parasitária poderia ser útil para a escolha da melhor terapêutica para o binômio hospedeiro-parasito, podendo provocar, futuramente, impacto na morbi-mortalidade atribuível à toxoplasmose. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
YAMAMOTO, LIDIA; TARGA, LILIA S.; SUMITA, LAURA M.; SHIMOKAWA, PAULO T.; RODRIGUES, JONATAS C.; KANUNFRE, KELLY A.; OKAY, THELMA S. Association of Parasite Load Levels in Amniotic Fluid With Clinical Outcome in Congenital Toxoplasmosis. OBSTETRICS AND GYNECOLOGY, v. 130, n. 2, p. 335-345, AUG 2017. Citações Web of Science: 0.
WILSON DOMINGUES; KELLY APARECIDA KANUNFRE; JONATAS CRISTIAN RODRIGUES; LEANDRO EMIDIO TEIXEIRA; LIDIA YAMAMOTO; THELMA SUELY OKAY. PRELIMINARY REPORT ON THE PUTATIVE ASSOCIATION OF IL10 -3575 T/A GENETIC POLYMORPHISM WITH MALARIA SYMPTOMS. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 58, p. -, 2016.
DOMINGUES, WILSON; KANUNFRE, KELLY APARECIDA; RODRIGUES, JONATAS CRISTIAN; TEIXEIRA, LEANDRO EMIDIO; YAMAMOTO, LIDIA; OKAY, THELMA SUELY. PRELIMINARY REPORT ON THE PUTATIVE ASSOCIATION OF IL10-3575 T/A GENETIC POLYMORPHISM WITH MALARIA SYMPTOMS. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 58, 2016. Citações Web of Science: 2.
SHIMOKAWA, PAULO TADASHI; TARGA, LILIA SPALETA; YAMAMOTO, LIDIA; RODRIGUES, JONATAS CRISTIAN; KANUNFRE, KELLY APARECIDA; OKAY, THELMA SUELY. HLA-DQA1/B1 alleles as putative susceptibility markers in congenital toxoplasmosis. VIRULENCE, v. 7, n. 4, p. 456-464, 2016. Citações Web of Science: 2.
TEIXEIRA, LEANDRO EMIDIO; KANUNFRE, KELLY APARECIDA; SHIMOKAWA, PAULO TADASHI; TARGA, LILIA SPALETA; RODRIGUES, JONATAS CRISTIAN; DOMINGUES, WILSON; YAMAMOTO, LIDIA; OKAY, THELMA SUELY. The performance of four molecular methods for the laboratory diagnosis of congenital toxoplasmosis in amniotic fluid samples. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 46, n. 5, p. 584-588, SEP-OCT 2013. Citações Web of Science: 15.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.