Busca avançada
Ano de início
Entree

Desequilíbrios genômicos e mudanças no padrão de metilação associados à progressão do carcinoma de mama esporádico do tipo basal: do tumor primário à metástase

Processo: 10/12139-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2011 - 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Ana Cristina Victorino Krepischi
Beneficiário:Ana Cristina Victorino Krepischi
Instituição-sede: Hospital A C Camargo. Fundação Antonio Prudente (FAP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neoplasias mamárias  Mutação  Metilação de DNA  Progressão da doença 

Resumo

O câncer é uma doença complexa, decorrente do acúmulo de múltiplas e sucessivas alterações genéticas somáticas, que levam a modificações no funcionamento de genes de vias moleculares específicas, tais como controle de ciclo celular, apoptose, diferenciação e angiogênese. Alterações cromossômicas são modificações genômicas muito frequentes no câncer e estudos recentes mostram que variações no número de cópias de segmentos submicroscópicos de DNA (copy number alteration ou CNA) também são eventos prevalentes em diversos tipos tumorais. Um campo de estudo importante na genética do câncer é distinguir mutações responsáveis pelo início do processo tumoral daquelas importantes para a progressão tumoral e, por fim, determinar quais mutações estão associadas a metástases. A análise pareada comparativa de um mesmo tumor em estágios diferentes pode fornecer pistas deste processo, uma vez que os perfis de mutação sofrem alterações durante a progressão de tumores primários para suas metástases. Outro aspecto importante é que as células tumorais também sofrem grandes alterações no padrão de metilação, com consequências diretas na expressão gênica. Portanto, uma análise integrada que englobe investigação genômica (detecção de desequilíbrios genômicos submicroscópicos ou cromossômicos), e estudo do padrão de metilação pode levar a uma compreensão mais abrangente, permitindo examinar a inter-relação de mecanismos distintos de controle da expressão gênica durante a carcinogênese. Este projeto propõe a investigação de desequilíbrios genômicos e sua correlação com alterações do padrão de metilação durante a progressão de carcinomas de mama ductal invasivo do tipo basal, que são tumores associados a um pior prognóstico. Investigaremos o perfil genômico (CNV) e epigenético (padrão de metilação) deste tipo de câncer em diferentes estágios da progressão tumoral: câncer primário e linfonodos acometidos. A comparação sistemática entre o grupo de tumores primários e suas metástases contribuirá para elucidar os mecanismos genômicos de progressão da doença. (AU)