Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da sacarose e de antimicrobiano natural na estrutura química de polissacarídeos do biofilme dental

Processo: 10/12456-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2011 - 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Carolina Patrícia Aires Garbellini
Beneficiário:Carolina Patrícia Aires Garbellini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Augusto César Cropanese Spadaro ; Guilherme Lanzi Sassaki ; Marcello Iacomini ; Maria José Vieira Fonseca
Bolsa(s) vinculada(s):11/09275-7 - Efeito da sacarose e de antimicrobiano natural na estrutura química de polissacarídeos do biofilme dental, BP.TT
Assunto(s):Análise e controle e medicamentos  Óleos essenciais  Anti-infecciosos  Sacarose  Biofilmes  Cárie dentária  Polissacarídeos 

Resumo

Polissacarídeos extracelulares (PEC) são considerados um dos principais fatores de virulência bacterianos. PECs ricos em ligações alfa (1-3) são insolúveis e quanto maior a proporção destas ligações, maior a cariogenicidade do biofilme dental. Entretanto, as análises dos PECs tem se limitado a sua quantificação, sem caracterização química. Em acréscimo, a presença destes polímeros no biofilme pode ser influenciada por diferentes condições como exposição à sacarose ou antimicrobianos, por exemplo. Porém, o efeito destas condições na estrutura química dos PEC insolúveis é desconhecido. Assim, considerando que a caracterização estrutural destes PEC possa contribuir futuramente com estratégias terapêuticas para bloqueio de sua síntese, o objetivo do presente estudo será avaliar o efeito da sacarose e de antimicrobiano natural na estrutura química de polissacarídeos insolúveis do biofilme dental. Dois estudos in vitro e um estudo in situ serão realizados. No primeiro estudo in vitro serão utilizados biofilmes de S. mutans UA 159 simulando as condições fisiológicas de formação e exposição de biofilme que ocorrem na cavidade oral (pe, episódios de fartura e miséria). Serão testadas concentrações de sacarose a 1%, 5%, 10% e 20% (p/v) com exposições de 8 vezes ao dia, comparada com a exposição constante a sacarose a 1% (controle). A frequência de exposição à sacarose também será avaliada (2, 4 ou 8 vezes ao dia à sacarose 10%). No segundo estudo in vitro será avaliado o efeito de um antimicrobiano natural na estrutura química do polissacarídeo. Biofilmes de S. mutans serão expostos a sacarose 10% (p/v), 1 min, 8x/dia. Durante o experimento, os biofilmes serão divididos em grupos e tratados por 1 min, 2x/dia com NaCl 0,9%, clorexidina 0,12% ou um enxaguatório contendo extrato bruto hidroetanólico e óleo essencial de Baccharis dracunculifolia. A viabilidade bacteriana será monitorada por contagem de bactérias em BHI ágar. O estudo in situ será cruzado e constituído de 2 etapas com 4 fases experimentais de 14 dias cada, da qual participarão 5 voluntários. Os voluntários utilizarão dispositivos intra-orais palatinos, nos quais serão colocados 10 blocos de esmalte bovino. Na primeira etapa serão testadas concentrações de sacarose a 1, 5, 10 e 20% (p/v) com exposições de 8 vezes ao dia. Na segunda etapa, as freqüências de exposição à solução de sacarose 20% a serem avaliadas serão: 2, 4 ou 8 vezes ao dia. Após o período experimental de cada estudo, os biofilmes serão coletados e os PEC serão extraídos, quantificados e os insolúveis serão caracterizados estruturalmente por análise de ressonância magnética nuclear e metilação. Para as análises dos dados de quantificação de PECs e microbiologia a média dos valores das quadriplicatas será submetida à análise estatística adequada. Para os resultados da estrutura dos polissacarídeos do biofilme, 2 "pools" por tratamento serão analisados de forma descritiva. Em acréscimo, as análises de ressonância e metilação serão realizadas duas vezes de forma a garantir a precisão das análises. Com base nos resultados da estrutura química desses PECs insolúveis, estratégias terapêuticas como o desenvolvimento de produtos farmacêuticos para atacar a matriz do biofilme dental poderão ser idealizadas. Esta medida pode contribuir de forma importante para a diminuição da cárie dental. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
AIRES, CAROLINA P.; SASSAKI, GUILHERME L.; SANTANA-FILHO, ARQUIMEDES P.; SPADARO, AUGUSTO C. C.; CURY, JAIME A. Baccharis dracunculifolia-based mouthrinse alters the exopolysaccharide structure in cariogenic biofilms. International Journal of Biological Macromolecules, v. 84, p. 301-307, MAR 2016. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.