Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da sildenafila sobre o fluxo sanguíneo da microcirculação e sobre as células progenitoras endoteliais em pacientes com esclerose sistêmica: ensaio clínico randomizado, duplo-cego, placebo controlado

Resumo

Microangiopatia progressiva e disfunção endotelial são identificadas nas fases precoces da Esclerose sistêmica (ES), contribuindo para a patogênese do acometimento cutâneo e visceral da doença. Justificativa: Existem poucos estudos com avaliação do efeito da Sildenafila sobre o fluxo sanguíneo da microcirculação em pacientes com fenômeno de Raynaud secundário à ES. Até o momento, nenhum estudo avaliou o efeito dessa droga sobre a vasculogênese mediante a análise de células progenitoras endoteliais em pacientes com ES. Objetivo: Avaliação dos efeitos da Sildenafila oral sobre o status da microcirculação de extremidades digitais de pacientes com ES recente, mediante monitoramento do fluxo sangüíneo da microcirculação com o método de laser Doppler imaging (LDI). Objetivos secundários: Avaliação dos efeitos da Sildenafila oral sobre: (1) o número e capacidade proliferativa das células progenitoras endoteliais (EPC); (2) níveis séricos de fator de crescimento derivado do endotélio (VEGF); e (3) aspectos clínicos do fenômeno de Raynaud e das úlceras de polpas digitais. Métodos: Será realizado um ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo-cego, com 44 pacientes com diagnóstico de ES há menos de 4 anos. Os pacientes serão randomizados para receberem Sildenafila 100 mg/dia ou placebo por um período de 8 semanas. As avaliações dos desfechos primários e secundários serão realizadas nos tempos 0 e 8 semanas, além de avaliação após 2 semanas da interrupção do tratamento. Após aclimatização, todos os participantes serão submetidos a dosagem e avaliação do fluxo sanguíneo do dorso da falange distal dos 4 dedos da mão esquerda (excluindo-se o polegar) basal pelo LDI. As EPCs serão avaliadas por citometria de fluxo e unidades formadoras de colônia. Os níveis plasmáticos de VEGF serão mensurados por ELISA.Resultados esperados: O tratamento da vasculopatia periférica associada a ES permanece desafiador. A administração de sildenafila em pacientes com ES pode melhorar parâmetros clínicos e laboratoriais em fases precoces da doença, causando melhora do fluxo sanguíneo de extremidades, e conseqüente diminuição de sua morbidade. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ANDRIGUETI, FERNANDO V.; ARISMENDI, MARIA I.; EBBING, PAMELA C. C.; KAYSER, CRISTIANE. Decreased numbers of endothelial progenitor cells in patients in the early stages of systemic sclerosis. MICROVASCULAR RESEARCH, v. 98, p. 82-87, MAR 2015. Citações Web of Science: 8.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.