Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de swab conjuntival para detecção da leishmaniose canina por PCR

Processo: 11/00147-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Trícia Maria Ferreira de Sousa Oliveira
Beneficiário:Trícia Maria Ferreira de Sousa Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Pesq. associados:ROSANGELA ZACARIAS MACHADO ; Wilma Aparecida Starke Buzetti
Assunto(s):Leishmaniose visceral  Leishmania infantum  Cães  Técnicas e procedimentos diagnósticos  Reação em cadeia por polimerase (PCR)  Técnicas imunoenzimáticas 

Resumo

As leishmanioses são enfermidades causadas por protozoários do gênero Leishmania, transmitidos a diferentes espécies de mamíferos por vetores. No Brasil, a espécie responsável pela forma mais grave da doença, a leishmaniose visceral, é a Leishmania (Leishmania) infantum chagasi, e os principais vetores são os flebotomíneos da espécie Lutzomyia longipalpis. Anteriormente descrita como uma enfermidade silvestre ou de ambiente rural, atualmente, observa-se um grande número de casos da doença em áreas urbanas. No ambiente doméstico, o cão é considerado o principal reservatório da leishmaniose visceral e, em consequência disso, é também o principal alvo das campanhas de controle da forma humana da doença. Os cães também sofrem com a doença, sendo que, uma vez iniciados os sinais clínicos nessa espécie, invariavelmente o animal vem a óbito. Porém, vários animais podem permanecer infectados pelo parasito, sem apresentar sinais clínicos por um longo período e transmitindo L. (L.) i. chagasi aos vetores. O diagnóstico laboratorial da leishmaniose pode ser feito por métodos diretos e indiretos, dentre os quais se destacam a pesquisa de parasitas em esfregaços de diferentes órgãos linfóides, a reação em cadeia pela polimerase (PCR), o cultivo in vitro do parasito e os métodos sorológicos como o ensaio imunoenzimático (ELISA) e a reação de imunofluorescência indireta (RIFI). A PCR tem alta sensibilidade e especificidade, dependendo da amostra de tecido utilizada. Amostras de medula óssea são mais sensíveis que de sangue total, entretanto a coleta de medula óssea é bem mais complexa. Alguns trabalhos mostram que a técnica não invasiva do swab conjuntival, na identificação por PCR de animais infectados por Leishmania sp, tem boa especificidade e sensibilidade, mas essa técnica ainda é pouco utilizada no diagnóstico de rotina. O projeto proposto pretende verificar e comparar o uso de amostras de swab conjuntival para a realização da PCR com a PCR de sangue total e RIFI e determinar a prevalência sorológica e molecular de animais positivos em Ilha Solteira-SP. (AU)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
VERDE OLIVEIRA ROCHA, ANA VITORIA; SODRE MORENO, BRENDA FERNANDA; CABRAL, ALINE DINIZ; LOUZEIRO, NAYARA MENDES; MIRANDA, LEANDRO MACEDO; BRANDAO DOS SANTOS, VIVIAN MAGALHAES; COSTA, FRANCISCO BORGES; SEABRA NOGUEIRA, RITA DE MARIA; MARCILI, ARLEI; SPERANCA, MARCIA APARECIDA; DA COSTA, ANDREA PEREIRA. Diagnosis and epidemiology of Leishmania infantum in domestic cats in an endemic area of the Amazon region, Brazil. Veterinary Parasitology, v. 273, p. 80-85, SEP 2019. Citações Web of Science: 0.
BENASSI, JULIA C.; BENVENGA, GRAZIELLA U.; FERREIRA, HELENA L.; SOARES, RODRIGO M.; SILVA, DIOGO T.; PEREIRA, VANESSA F.; RUIZ, VERA LETTICIE A.; OLIVEIRA, TRICIA MARIA F. DE S. Molecular and serological detection of Leishmania spp. in horses from an endemic area for canine visceral leishmaniasis in southeastern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 38, n. 6, p. 1058-1063, JUN 2018. Citações Web of Science: 2.
BENASSI, JULIA CRISTINA; BENVENGA, GRAZIELLA U.; FERREIRA, HELENA LAGE; PEREIRA, VANESSA F.; KEID, LARA B.; SOARES, RODRIGO; FERREIRA DE SOUSA OLIVEIRA, TRICIA MARIA. Detection of Leishmania infantum DNA in conjunctival swabs of cats by quantitative real-time PCR. Experimental Parasitology, v. 177, p. 93-97, JUN 2017. Citações Web of Science: 9.
PEREIRA, VANESSA FIGUEREDO; BENASSI, JULIA CRISTINA; STARKE-BUZETTI, WILMA APARECIDA; SILVA, DIOGO TIAGO; FERREIRA, HELENA LAGE; KEID, LARA BORGES; SOARES, RODRIGO MARTINS; DE AZEVEDO RUIZ, VERA LETTICIE; FERREIRA DE SOUSA OLIVEIRA, TRICIA MARIA. Detection of canine visceral leishmaniasis by conjunctival swab PCR. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, v. 49, n. 1, p. 104-106, JAN-FEB 2016. Citações Web of Science: 4.
FERREIRA DE SOUSA OLIVEIRA, TRICIA MARIA; PEREIRA, VANESSA FIGUEREDO; BENVENGA, GRAZIELLA ULBRICHT; ALVES MARTIN, MARIA FERNANDA; BENASSI, JULIA CRISTINA; DA SILVA, DIOGO TIAGO; STARKE-BUZETTI, WILMA APARECIDA. Conjunctival swab PCR to detect Leishmania spp. in cats. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 24, n. 2, p. 220-222, APR-JUN 2015. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.