Busca avançada
Ano de início
Entree

Café: compostos bioativos e capacidade desativadora de espécies reativas de oxigênio e de nitrogênio

Processo: 11/01335-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2011 - 31 de março de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Neura Bragagnolo
Beneficiário:Neura Bragagnolo
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados: Naira Poerner Rodrigues ; Terezinha de Jesus Garcia Salva
Bolsa(s) vinculada(s):11/10572-6 - Café: compostos bioativos e capacidade desativadora de espécies reativas de oxigênio e de nitrogênio, BP.TT
Assunto(s):Alimentos funcionais  Café  Antioxidantes  Espécies de oxigênio reativas  Espécies reativas de nitrogênio 

Resumo

A ação de espécies reativas de oxigênio (ERO) e de espécies reativas de nitrogênio (ERN) está relacionada à deterioração de alimentos bem como à patogênese de várias doenças humanas e ao processo de envelhecimento. Em contrapartida, já está bem estabelecida a relação inversa entre a ingestão de alimentos ricos em antioxidantes e a diminuição da ação das ERO/ERN. Nesse contexto está inserido o café, uma das bebidas mais populares e a segunda bebida mais consumida no mundo, que representa uma importante fonte de compostos bioativos. O teor destes compostos é influenciado, entre outros fatores, pela espécie de café devido às características genéticas distintas, o que torna relevante o estudo do teor de compostos bioativos bem como da capacidade antioxidante de cafés de diferentes espécies. Além disso, são escassos os trabalhos que avaliaram a ação do café frente à espécies reativas específicas (O2*-, H2O2, HO*, ROO*, 1O2, HOCl, NO* e ONOO-) através de métodos baseados em fluorescência e quimiluminescência. Dessa forma, o objetivo deste projeto será determinar a capacidade desativadora de ERO/ERN de café de diferentes espécies obtidas do Banco de Germoplasma de Café do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) bem como de bebidas de café comerciais e, correlacionar com a composição de compostos fenólicos, lactonas de ácidos clorogênicos, metilxantinas, trigonelina e ácido nicotínico determinados por HPLC-DAD-MS/MS. Serão analisadas 17 amostras de café do Banco de Germoplasma e 14 amostras de cafés comerciais. A avaliação da capacidade de desativação de ERO/ERN das diferentes espécies de café permitirá determinar aquela com maior capacidade antioxidante e, portanto a mais promissora a ser utilizada no melhoramento genético de cafeeiros. Já o estudo das bebidas de café comerciais fornecerá dados de capacidade antioxidante da bebida de café comumente consumida pelos brasileiros. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RODRIGUES, NAIRA POERNER; GARCIA SAHRA, TEREZINHA DE JESUS; BRAGAGNOLO, NEURA. Influence of Coffee Genotype on Bioactive Compounds and the in Vitro Capacity To Scavenge Reactive Oxygen and Nitrogen Species. Journal of Agricultural and Food Chemistry, v. 63, n. 19, p. 4815-4826, MAY 20 2015. Citações Web of Science: 9.
RODRIGUES, NAIRA POERNER; BENASSI, MARTA TOLEDO; BRAGAGNOLO, NEURA. Scavenging capacity of coffee brews against oxygen and nitrogen reactive species and the correlation with bioactive compounds by multivariate analysis. Food Research International, v. 61, n. SI, p. 228-235, JUL 2014. Citações Web of Science: 11.
RODRIGUES, NAIRA POERNER; BRAGAGNOLO, NEURA. Identification and quantification of bioactive compounds in coffee brews by HPLC-DAD-MSn. Journal of Food Composition and Analysis, v. 32, n. 2, p. 105-115, DEC 2013. Citações Web of Science: 60.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.