Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos distúrbios hemostáticos induzidos por venenos de serpentes Bothrops jararaca (Squamata: Viperidae) adultas e filhotes e eficácia da soroneutralização

Processo: 10/19419-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2011 - 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Ida Sigueko Sano Martins
Beneficiário:Ida Sigueko Sano Martins
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Marcelo Larami Santoro
Assunto(s):Venenos de origem animal  Serpentes  Coagulantes  Hemostáticos 

Resumo

O veneno de serpentes do gênero Bothrops apresenta atividade inflamatória, coagulante e hemorrágica. A expressão dos ativadores de fatores coagulação varia conforme a espécie e, intra-especificamente, conforme variações individuais, ontogenéticas e geográficas. Comparado ao de adultas, o veneno de serpentes B. jararaca filhotes possui maior concentração de ativadores de fator II e X da coagulação. Sendo assim, o veneno de filhotes apresenta maior atividade coagulante, o que acarreta em um maior potencial para causar alterações de coagulação e quadros de incoagulabilidade sanguínea. Os objetivos desse estudo são comparar as principais alterações hemostáticas induzidas pelos venenos de B. jararaca filhotes e adultas in vivo utilizando o rato como modelo experimental, e verificar a eficácia da soroterapia específica em recuperar os distúrbios hemostáticos ocasionados por esses venenos. Para a avaliação dos distúrbios hemostáticos e da soroterapia serão feitos dois grupos experimentais: um grupo experimental controle de soroterapia (envenenado, porém sem soroterapia, que receberá salina estéril 1 h após o envenenamento) com três subgrupos (um injetado com pool de veneno de adultas, um com pool de veneno de filhotes e outro apenas com salina); e outro grupo experimental de soroterapia, também com três subgrupos, que seguem os mesmos protocolos dos subgrupos anteriormente mencionados, mas que receberão soroterapia específica anti-Bothrops, 1 h após o envenenamento. Parâmetros laboratoriais das amostras de sangue serão utilizados para avaliar a intensidade e a recuperação dos distúrbios hemostáticos provocados pelo envenenamento. Adicionalmente, serão feitas avaliações das alterações hemostáticas e da recuperação das mesmas após o tratamento, por análise de tromboelastografia, utilizando o software ROTEM®, e da função plaquetária sob condições de fluxo, pelo sistema Impact R research system. Os dados gerados serviram como guia para a administração de quantidades efetivas de soroterapia no tratamento clínico de casos de envenenamento humano por serpentes destes dois estágios ontogenéticos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANO-MARTINS, IDA SIGUEKO; DUARTE, ALAOUR CANDIDA; GUERRERO, BELSY; PINTO MORAES, ROBERTO HENRIQUE; GUARDAO BARROS, ELVINO JOSE; AROCHA-PINANGO, CARMEN LUISA. Hemostatic disorders induced by skin contact with Lonomia obliqua (Lepidoptera, Saturniidae) caterpillars. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 59, 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.