Busca avançada
Ano de início
Entree

Reconhecimento automático robusto de impressões digitais baseado em características biométricas de terceiro nível

Processo: 10/18123-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Aparecido Nilceu Marana
Beneficiário:Aparecido Nilceu Marana
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Pesq. associados:João Paulo Papa
Bolsa(s) vinculada(s):11/12419-0 - Reconhecimento automático robusto de impressões digitais baseado em características biométricas de terceiro nível, BP.TT
Assunto(s):Biometria  Datiloscopia  Reconhecimento de imagem 

Resumo

Dentre as diversas características biométricas possíveis de serem utilizadas para identificação de pessoas, a impressão digital é a mais utilizada. Os sistemas atuais de identificação automática de impressões digitais são baseados nos padrões das cristas, classificadas como características de primeiro nível, e nas minúcias (terminações ou bifurcações das cristas), classificadas como características de segundo nível. No entanto, com a evolução dos sensores de captura das impressões digitais e a crescente demanda por sistemas mais seguros, torna-se possível, e necessário, o uso de um conjunto adicional de características discriminativas presentes no interior das cristas, conhecidas como características de terceiro nível. Nesse conjunto de características incluem-se os poros sudoríparos, cujo emprego já está consolidado em exames de impressões latentes realizados manualmente por especialistas forenses e que podem ser encontrados em abundância nas impressões digitais. Pesquisas recentes têm focado no desenvolvimento de métodos para extração e casamento de poros, com ênfase na segmentação, uma etapa bastante crítica no processo de extração. Também têm recebido a atenção dos pesquisadores as aplicações de reconhecimento de impressões digitais nas quais as técnicas baseadas em características de primeiro e segundo níveis geralmente apresentam baixas taxas de reconhecimento correto, tais como no reconhecimento de fragmentos de impressões digitais ou no reconhecimento de impressões digitais latentes. O objetivo principal desse projeto de pesquisa é propor métodos mais robustos de reconhecimento de impressões digitais baseados em características de terceiro nível. Pretende-se também promover a fusão dos novos métodos propostos com métodos já descritos na literatura, baseados em características de segundo nível. Outro objetivo é criar uma base de dados de impressões digitais cujas imagens sejam capturadas por meio de sensores eletrônicos com resolução adequada para a extração das características de terceiro nível. (AU)