Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das respostas cardiorrespiratórias e metabólicas de frangos de corte incubados em ambiente com altos níveis de CO2

Processo: 10/19833-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Luciane Helena Gargaglioni Batalhão
Beneficiário:Luciane Helena Gargaglioni Batalhão
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Pesq. associados:Marcos Macari ; Wedson Carlos Lima Nogueira
Assunto(s):Frangos de corte  Respiração animal  Dióxido de carbono 

Resumo

Atender os requerimentos fisiológicos como temperatura, umidade relativa e CO2 são fundamentais para o bom desenvolvimento embrionário de aves. O objetivo do presente estudo será de avaliar o efeito da incubação com altas concentrações, graduais ou constantes, de CO2 sobre as respostas cardiorrespiratórias e metabólicas à hipercapnia (aumento da pressão parcial de CO2) e hipóxia de frango de corte machos e fêmeas, a fim de verificar o possível efeito da incubação sobre a ave pós-eclosão. Serão incubados ovos férteis de matrizes da linhagem Cobb®, classificados de acordo com o peso, provenientes de matrizes de 42-45 semanas de idade, procedentes de incubatório comercial, de acordo com os seguintes tratamentos: Grupo controle - os ovos serão incubados em condições normocápnicas (0ppm); Grupo 1- os ovos serão incubados com nível constante de CO2 (14.000 ppm) por 10 dias (0 - 240 horas de incubação); Grupo 2 - os ovos serão incubados com níveis crescentes de CO2 por 10 dias (0 - 240 horas de incubação) de 0ppm no 1º dia até 14.000ppm no 10º dia. Após a eclosão os animais serão mantidos à temperatura termoneutra e entre 10 e 21 dias de idade serão avaliados os seguintes parâmetros cardiorrespiratórios e metabólicos: ventilação (VE), gases sanguíneos, pH, pressão arterial média, freqüência cardíaca, temperatura corporal, consumo de O2 e produção de CO2 em condições basais, e após a exposição à hipóxia (7%O2) ou à hipercapnia (7%CO2). Os dados serão avaliados quanto ao atendimento das pressuposições de homogeneidade das variâncias e normalidade dos erros estudentizados. Em seguida serão submetidos à análise de variância pelo procedimento GLM (General Linear Models) do programa SAS® e em caso de diferença significativa, as médias serão comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. (AU)