Busca avançada
Ano de início
Entree

Autoria e autorização na cena escolar: a escrita e o discurso científico na voz do professor

Resumo

A investigação sobre o conceito de autoria tal qual proposto pela Análise do Discurso de filiação francesa, tem sido um tema recorrente nas minhas pesquisas. Em trabalhos anteriores analisei as posições discursivas ocupadas por sujeitos-alunos, desde as séries iniciais até o ensino superior. Neste projeto de pesquisa pretendo investigar como se dá a assunção da autoria pelo sujeito-professor do Ensino Fundamental em um contexto específico: a relação que ele estabelece entre discurso científico e discurso de divulgação científica. Para tanto, os sujeitos da pesquisa serão professores participantes do projeto Oficina Pedagógica de Língua Portuguesa (OPL), realizado na FFCLRP/USP, com egressos do curso de Pedagogia, que estão atuando como docentes, em escolas públicas, de Ensino Fundamental. A metodologia de pesquisa prevê que, a partir da análise de livros didáticos usados nas escolas estaduais, de 2008 a 2010, os sujeitos-professores escrevam seus pontos de vista, por meio de textos argumentativos, acerca do modo como o conhecimento científico circula na escola, ou seja, quais considerações eles têm sobre o discurso científico e sobre o discurso de divulgação científica (DDC). A análise dos dados será feita considerando os textos argumentativos produzidos pelos sujeitos-professores, a partir do paradigma indiciário proposto por Ginzburg, buscando, por meio das pistas linguísticas, interpretar como se dá a relação dos sujeitos com o princípio de autoria e, também, como esses sujeitos legitimam, ou não o uso do DDC na escola. A divulgação dos resultados inclui a produção de artigos científicos e, também, a organização de um livro com a voz dos sujeitos-professores envolvidos na pesquisa. (AU)