Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo in vitro do crescimento e diferenciação de células-tronco mesenquimais sobre arcabouço biorreabsorvível para engenharia tecidual de menisco

Processo: 10/15605-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de abril de 2011 - 30 de setembro de 2013
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Eliana Aparecida de Rezende Duek
Beneficiário:Eliana Aparecida de Rezende Duek
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde (FCMS). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Biomateriais poliméricos  Células-tronco mesenquimais 

Resumo

O grande desafio da engenharia de tecidos está em produzir e desenvolver dispositivos tridimensionais que sirvam como arcabouço para crescimento de moléculas, células, tecidos ou órgãos, visando substituir ou auxiliar a função de partes do corpo defeituosas ou danificadas. Polímeros da classe dos poli(a-hidróxi ácidos) possuem alto potencial para essas aplicações devido as suas características de biorreabsorção e biocompatibilidade. O objetivo deste trabalho é estudar o efeito do potencial sinérgico do uso de meio condrogênico e arcabouços de PLA/PLGA cultivados com células-tronco mesenquimais para regeneração de menisco. Para tanto este trabalho será desenvolvido em 3 etapas: 1) Arcabouços tridimensionais serão obtidos pelo método de deposição por fusão de fibras de PLA/PLGA (60/40) e caracterizados por microscopia eletrônica de varredura (MEV), cromatografia de permeação em gel (GPC), calorimetria diferencial de varredura (DSC) e análises termogravimétricas (TGA), ensaio mecânico de compressão, analise dinâmico-mecânica (DMA) e ensaio de degradação in vitro; 2) Obtenção e caracterização de células mesenquimais de coelho (MSCs) a partir de medula óssea e 3) Estudo da diferenciação e crescimento celular no arcabouço. Após 7, 14 e 21 dias, os resultados serão analisados através de ensaios de citotoxicidade, MEV, histoquímica, imunohistoquimica, ensaio colorimétrico e reação em cadeia da polimerase em tempo real (RT-PCR), que garantem a expressão de genes de diferenciação e proteínas especificas. (AU)