Busca avançada
Ano de início
Entree

Genotipagem de amostras de Toxoplasma gondii isoladas de avestruzes (Struthio camelus) de abatedouro, e de criatórios comerciais no estado de São Paulo

Processo: 11/01279-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Helio Langoni
Beneficiário:Helio Langoni
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Rodrigo Costa da Silva
Assunto(s):Doenças parasitárias em animais  Toxoplasmose  Toxoplasma gondii  Epidemiologia molecular  Técnicas de genotipagem  Avestruzes 

Resumo

O Toxoplasma gondii é um parasita de grande importância no contexto de produção animal e saúde pública, envolvendo alterações fetais e abortos na espécie humana e em animais, sendo também um importante patógeno oportunista em pacientes imunocomprometidos. Possui uma estrutura populacional com linhagens predominantes: tipo I, II e III. A transmissão do parasita por alimentos tem sido caracterizada como de alto risco à saúde humana. A comercialização e consumo mundial de produtos cárneos derivados de avestruzes têm apresentado grande aumento, porém com poucos estudos com relação à toxoplasmose, representando um risco potencial de infecção pelos alimentos para o homem. Deste modo, serão colhidas terra duas vezes ao ano, no total de um ano, nos criatórios comerciais que fornecem animais para abate no abatedouro de Amparo-SP. No abatedouro serão colhidas amostras de sangue dos mesmos animais, cérebro e coração dos mesmos avestruzes destinados ao abate. Após a dessora, as amostras de soro serão submetidas à prova sorológica de aglutinação direta modificada, com antígeno inativado pela formalina (MAT-AF). As amostras teciduais dos animais soropositivos serão maceradas e submetidas à digestão pela pepsina, e realizado bioensaio em camundongos para o isolamento do parasita. A pesquisa de oocistos na terra será realizada pelo método de centrífugo-flutuação em solução de flutuação de açúcar de Sheater. A carga parasitária será determinada pela real-time PCR, utilizando-se sistema SYBR Green. Será realizada a genotipagem das amostras isoladas dos avestruzes e do solo, pela multiplex-PCR, nested-PCR e análise do polimorfismo de fragmentos de restrição (RFLP-PCR) em 12 loci (SAG1, 5'-3'SAG2, aSAG2, SAG3, BTUb, GRA6, c22-8, c29-2, L358, PK1, Apico e CS3), além da associação da virulência obtida no bioensaio com os perfis obtidos nos marcadores ROP18Del e ROP18UPS, e seqüenciamento das amostras que apresentarem bandas diferentes dos padrões. Os resultados da genotipagem serão analisados para determinação da filogenia no programa SplitsTree. Desta forma, pretende-se isolar T. gondii de tecidos de avestruzes abatidos para o consumo humano, e em terra dos criatórios comerciais; comparar os perfis de genotipagem obtidos na RFLP-PCR para 12 marcadores genéticos e realizar a análise filogenética dos isolados para determinar o relacionamento filogenético entre estes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, RODRIGO COSTA; LANGONI, HELIO. Risk factors and molecular typing of Toxoplasma gondii isolated from ostriches (Struthio camelus) from a Brazilian slaughterhouse. Veterinary Parasitology, v. 225, p. 73-80, JUL 30 2016. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.