Busca avançada
Ano de início
Entree

Ciclopeptídeos inibidores de proteases de cianobactérias isoladas de corpos d'água brasileiros

Processo: 10/15651-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 31 de outubro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Ernani Pinto Junior
Beneficiário:Ernani Pinto Junior
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Ronaldo Leal Carneiro
Assunto(s):Cianobactérias  Toxinas bacterianas 

Resumo

As cianobactérias são microrganismos presentes em ambientes aquáticos e vêm sendo cada vez mais pesquisadas pela sua capacidade de produção de metabólitos secundários, dentre os mais estudados, toxinas que podem ser altamente prejudiciais à saúde humana e animal. Alguns destes produtos naturais podem também ser responsáveis por alterações organolépticas das águas, caso da geosmina e isoborneol. As toxinas produzidas por cianobactérias (cianotoxinas) podem causar intoxicações graves pela ingestão ou contato com corpos d'água contaminados. Atualmente, outros compostos provindos do metabolismo secundário de cianobactérias, os peptídeos cíclicos de baixo peso molecular, estão sendo estudados. Esses são denominados cianopeptídeos (CNPPT), que aparentemente causam inibição de proteases em alguns sistemas biológicos. Há um número muito limitado de informações na literatura sobre a produção desses compostos por cianobactérias, portanto a investigação desses produtos cianopeptídicos extraídos destes organismos aquáticos são de extrema relevância. O presente estudo tem como objetivo a identificação da ocorrência de CNPPTs em cianobactérias isoladas de ambientes brasileiros e seus possíveis efeitos tóxicos e/ou inibidores de proteases. Para essa pesquisa, serão isoladas linhagens de cianobactérias descritas na literatura como produtoras de CNPPTs e, a partir desse material, será analisada a influência de diferentes variáveis ambientais que possam estar envolvidas na produção desses compostos. Para isso, serão utilizadas técnicas de extração dos compostos de interesse, técnicas cromatográficas como HPLC e LC-MS, e de elucidação estrutural como RMN C13 e H1, uni e bi-dimensionais. Em seguida será realizado o fracionamento biomonitorado de extratos de cianobactérias por ensaios de inibição de proteases para o isolamento, identificação e caracterização de CNPPTs. Além disso, os possíveis efeitos citotóxicos desses CNPPTs sob células de mamíferos também serão investigados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARNEIRO, RONALDO LEAL; DOERR, FELIPE AUGUSTO; DOERR, FABIANE; BORTOLI, STELLA; DELHERBE, NATHALIE; VASQUEZ, MONICA; PINTO, ERNANI. Co-occurrence of microcystin and microginin congeners in Brazilian strains of Microcystis sp.. FEMS MICROBIOLOGY ECOLOGY, v. 82, n. 3, p. 692-702, DEC 2012. Citações Web of Science: 12.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.