Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de aterosclerose subclínica em portadores de HDL-colesterol marcadamente elevado

Processo: 10/20212-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 31 de outubro de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Raul Dias dos Santos Filho
Beneficiário:Raul Dias dos Santos Filho
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Antonio Gabriele Laurinavicius ; Viviane Zorzanelli Rocha Giraldez
Assunto(s):Cardiologia  HDL-Colesterol  Aterosclerose 

Resumo

Embora o HDL-c baixo esteja fortemente associado ao desenvolvimento de doença aterosclerótica e as diretrizes vigentes orientem manter valores acima de 40mg/dL para os homens e de 50mg/dL para as mulheres, não existem, até o momento, orientações específicas quanto ao valor ideal de HDL-c a ser atingido, nem quanto à melhor forma de atingir estes níveis. Esta lacuna se deve à ausência de evidências conclusivas de proteção cardiovascular acima dos níveis habituais de HDL-c, assim como à escassez de medidas farmacológicas com efeito isolado no HDL-c e com benefício cardiovascular bem estabelecido. A hiperalfalipoproteinemia (HALP) é uma condição caracterizada pela presença de níveis de HDL-c plasmático marcadamente elevados. Portadores de HALP oferecem a oportunidade de avaliar o impacto do aumento isolado do HDL-c sobre o risco cardiovascular. Ainda não se sabe claramente se a HALP representa uma condição aterogênica ou ateroprotetora. Da mesma forma, há controvérsia quanto ao papel da CETP, cuja atividade reduzida parece ser a causa mais prevalente de HALP, na homeostase do colesterol. O esclarecimento destes pontos se faz necessário, dado o interesse crescente na CETP como potencial alvo terapêutico para elevar o HDL-c. Comparar a prevalência de aterosclerose subclínica entre portadores de HALP e indivíduos controle, correlacionando estes dados com medidas de função da CETP e da própria HDL poderá contribuir na elucidação destes pontos. Até onde é de nosso conhecimento, a tomografia de coronárias ainda não foi aplicada no estudo da doença aterosclerótica coronária subclínica em portadores de HALP, sendo este o primeiro estudo a propor tal tarefa. Objetivo primário: Comparar a prevalência de aterosclerose sub-clínica, avaliada por meio da tomografia de coronárias (escore de cálcio), entre portadores de HDL-c > 90mg/dL e portadores de concentrações de HDL-c atualmente consideradas normais (entre 40 e 50mg/dL para os homens e entre 50 e 60mg/dL para as mulheres). Objetivos secundários: 1-Avaliar as características e a função do HDL-c nestes pacientes por meio do estudo do tamanho e mobilidade eletroforética das partículas e da determinação das concentrações de apoAI, apoAII e paraoxonase, correlacionando estas características com a presença de aterosclerose subclínica. 2-Estudar a etiologia da HALP nestes pacientes, por meio da avaliação da função da CETP e da lipase hepática (LH), correlacionando estes achados com a presença de aterosclerose subclínica e com as características funcionais do HDL-c. Métodos: -População: Serão recrutados 100 voluntários do sexo masculino e feminino, sem manifestação prévia de doença cardiovascular, com idades entre 45 e 75 anos e com 2 ou mais aferições prévias do perfil lipídico revelando HDL-c igual ou maior que 90mg/dL (grupo HALP). O grupo controle será constituído por 100 voluntários do sexo masculino e feminino, sem manifestação prévia de doença cardiovascular, com idades entre 45 e 75 anos e com níveis de HDL-c entre 40 e 50mg/dL para os homens e entre 50 e 60 mg/dL para as mulheres. Os candidatos serão recrutados nos ambulatórios do Instituto do Coração do HC-FMUSP, conforme critérios de inclusão e exclusão a seguir. A inclusão no estudo se dará de forma voluntária após a assinatura de termo de consentimento informado. Critérios de Inclusão: *Idade entre 45-75 anos *HDL-c >90mg/dL em 2 ou mais aferições, para o grupo HALP; HDL-c entre 40-50 mg/dL (homens), ou entre 50-60 mg/dL (mulheres), para o grupo controle. Critérios de Exclusão: *Uso de hipolipemiantes *Diabetes mellitus *Etilismo *Gestação *Doença coronariana manifesta ou conhecida *Doença hepática ativa *Impossibilidade de realização de TCMD. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
La ciencia brasileña que se ve en el mundo 
Ciência do Brasil visível no mundo 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LAURINAVICIUS, ANTONIO G.; SANTOS, ITAMAR S.; SANTOS, RAUL D.; BENSENOR, ISABELA M.; CONCEICAO, RAQUEL D.; LOTUFO, PAULO A.. Extremely elevated HDL-cholesterol levels are not associated with increased carotid intima-media thickness: data from ELSA Brasil. JOURNAL OF CLINICAL LIPIDOLOGY, v. 10, n. 4, p. 898-904, . (10/20212-4)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.