Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação da versão em português da entrevista telefônica para avaliação do estado cognitivo (telephone interview cognitive status) em pacientes acometidos por acidente vascular cerebral

Processo: 10/20562-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 30 de abril de 2014
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Alessandra Carvalho Goulart
Beneficiário:Alessandra Carvalho Goulart
Instituição-sede: Hospital Universitário (HU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Alessandra Fernandes Baccaro ; Andre Russowsky Brunoni ; Isabela Judith Martins Bensenor ; Paulo Andrade Lotufo ; Wang Yuan Pang
Bolsa(s) vinculada(s):11/12344-0 - A entrevista psicológica em estudo epidemiológico, BP.TT
Assunto(s):Cognição  Acidente vascular cerebral  Demência 

Resumo

Dados revelam o AVC como principal problema de saúde pública na América Latina e principal causa das mortes no Brasil. Além das limitações físico-motoras, 30 % dos pacientes AVC podem desenvolver alterações neuropsicológicas, geralmente associadas a uma piora do estado cognitivo, e evoluir para demência. O prejuízo cognitivo afeta significativamente a reabilitação funcional e pode associar-se a um risco aumentado de mortalidade em até 3 vezes nestes pacientes. O diagnóstico mais precoce de prejuízo cognitivo e/ou demência, por sua vez, permite maior eficácia das intervenções terapêuticas. No entanto, os instrumentos disponíveis atualmente na avaliação cognitiva podem oferecer dificuldades na prática clínica e em estudos epidemiológicos. Uma avaliação inicial cognitiva que possa ser realizada via telefone implicaria em redução custos e tempo. Este estudo pretende validar a versão brasileira da Entrevista Telefônica para Avaliação do Estado Cognitivo - versão modificada (TICS-M) para estimar prejuízo cognitivo e demência em pacientes pós-AVC. Métodos: O processo de adaptação transcultural será realizado nas seguintes etapas: Etapa I: tradução da versão original em Inglês para Português por um indivíduo com conhecimentos prévios sobre o tema sob estudo (T1) e outro sem conhecimentos prévios sobre o tema (T2); Etapa 2: síntese das duas traduções para resolução das discrepâncias (versão T1-T2); Etapa 3: retro-tradução de cada versão traduzida (duas versões) para o Inglês; Etapa 4: revisão geral e produção da versão pré-final; Etapa 5: o instrumento deverá ser aplicado em uma amostra com 30 sujeitos para validação da versão. Posteriormente, será realizada a validação desta versão traduzida da TICS-M em subamostra de 90 casos consecutivos de AVC (primeiro episódio) 6 meses após evento na coorte EMMA (Estudo de Mortalidade e Morbidade do AVC). Os pacientes serão classificados em 3 grupos: sem prejuízo cognitivo, com prejuízo cognitivo (leve e moderado) e com demência. A TICS-M será confrontada com os seguintes instrumentos, os quais serão considerados como padrão ouro: bateria cognitiva específica, Mini Exame do Estado Mental (MEEM) e Montreal Cognitive Assessment (MoCA). Para medir a confiabilidade da TICS-M será utilizado o coeficiente alfa de Cronbach, com intuito de avaliar a homogeneidade dos componentes do instrumento (consistência interna dos itens) e a confiabilidade teste-reteste será determinado pelo Coeficiente de Correlação Intraclasse. A validade concorrente será avaliada pela análise de sobreposição de construtos com as medidas cognitivas e funcionais ajustadas por sexo, idade e escolaridade. No que diz respeito da validade de discriminante, as médias dos resultados dos testes serão comparadas entre os grupos diagnosticados como Sem Prejuízo Cognitivo, Com Prejuízo Cognitivo e Síndrome Demencial pela análise de covariância (ANCOVA) ajustada por idade e educação, com teste de comparação múltipla HSD de Tukey. A análise da curva ROC será realizada para investigar a validade da discriminação TICS-M, MEEM, MOCA e bateria cognitiva especifica. Áreas sob a curva (AUC) serão comparadas entre o TICS-M e os três instrumentos para avaliacao da cognição. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOULART, ALESSANDRA CARVALHO. ``EMMA Study: a Brazilian community-based cohort study of stroke mortality and morbidity{''}. São Paulo Medical Journal, v. 134, n. 6, p. 543-554, NOV-DEC 2016. Citações Web of Science: 1.
ALESSANDRA CARVALHO GOULART. "EMMA Study: a Brazilian community-based cohort study of stroke mortality and morbidity". São Paulo Medical Journal, v. 134, n. 6, p. -, Dez. 2016.
BACCARO, ALESSANDRA; SEGRE, ADRIANA; WANG, YUAN-PANG; BRUNONI, ANDRE R.; SANTOS, ITAMAR S.; LOTUFO, PAULO A.; BENSENOR, ISABELA M.; GOULART, ALESSANDRA C. Validation of the Brazilian-Portuguese version of the Modified Telephone Interview for cognitive status among stroke patients. Geriatrics & Gerontology International, v. 15, n. 9, p. 1118-1126, SEP 2015. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.