Busca avançada
Ano de início
Entree

Incorporação da transformação genética e do avanço de gerações no inverno no programa de melhoramento genético da soja da UNESP/FCAVJ

Processo: 04/09467-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de abril de 2005 - 31 de outubro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Antonio Orlando Di Mauro
Beneficiário:Antonio Orlando Di Mauro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Herança genética  Genética  Melhoramento genético vegetal  Soja  Glycine max 
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Tipo de equipamento: Tipo de Equipamento Multiusuário não informado
Fabricante: Fabricante não informado
Modelo: Modelo não informado

Resumo

Nesse estudo pretende-se identificar marcadores moleculares "RAPD" ligados ao gene que confere resistência ao oídio em soja. Os marcadores "RAPD" polimórficos encontrados para a resistência ao oídio, bem como os já encontrados para o cancro da haste e para o nematóide do cisto (raça 3) encontram-se em fase de conversão em marcadores moleculares "SCAR", os quais serão utilizados em processo seletivo a ser imposto sobre as populações segregantes disponíveis, visando o desenvolvimento de variedades de soja portadoras de características agronômicas desejáveis, resistentes ao cancro da haste e resistentes ou não ao oídio e ao nematóide do cisto (raça 3). O projeto vem sendo conduzido desde 1999/2000 com o apoio da FAPESP e já resultou na obtenção de mais de 200 linhagens resistentes as doenças. A parte relacionada com a ferrugem asiática teve início em 2003/2003 e já resultou no desenvolvimento de populações F2 e F3 com genes de resistência à ferrugem. Diversas publicações em periódicos de ampla circulação e várias dissertações e teses já derivaram dessas pesquisas. O avanço de gerações no inverno deverá reduzir o tempo necessário para a completa homozigose das linhagens, bem como na redução do tempo para a formação dos alunos de pós-graduação. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: