Busca avançada
Ano de início
Entree

Microscópio eletrônico de transmissão analítico para pesquisa em materiais

Processo: 04/08887-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de maio de 2005 - 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica
Pesquisador responsável:Larissa Otubo
Beneficiário:Larissa Otubo
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Células de combustível  Materiais cerâmicos  Materiais magnéticos  Nanotecnologia 
As informações de acesso ao Equipamento Multiusuário são de responsabilidade do Pesquisador responsável
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Tipo de equipamento: Tipo de Equipamento Multiusuário não informado
Fabricante: Fabricante não informado
Modelo: Modelo não informado

Resumo

O projeto em materiais cerâmicos envolve duas linhas de pesquisa: 1 - Biocerâmica, onde o objetivo é desenvolver implantes temporários à base de fosfato de cálcio. Está sendo estudada a síntese de pós manométricos de fosfato tricálcico (TCP) pelo método de neutralização com o uso de frequência ultrassônica, a sinterização de peças monolíticas e o efeito adição de óxidos retardadores de transformação de fase beta-alfa TCP; nos materiais com melhor desempenho serão realizados testes in vitro com crescimento celular. A microscopia eletrônica analítica é essencial para estudo dos pós sintetizados, com determinação de tamanho de partícula, da razão Ca/P, pois se houver alteração na composição química, apenas uma parte do implante será reabsorvido, havendo a possibilidade de liberação de partículas não reabsorvíveis no organismo. Nos materiais sinterizados a análise incluirá determinação da composição para determinação do efeito dos aditivos, 2 - Cerâmicas obtidas a partir de precursores poliméricos. Estão sendo obtidas cerâmicas no sistema Si-Al-C-O-N, utilizando como precursor polimérico, polissiloxano, e carga inertes e reativas, Si-Al-SiC-Al2O3. Diversas técnicas de processamento são realizadas, dependendo do tipo de material a ser obtido, substratos, pastilhas e espumas. A análise por MET analítica permitirá um melhor entendimento das reações de conversão polímero-cerâmica e o efeito das cargas, em função dos parâmetros do tratamento térmico. A microscopia eletrônica analítica deverá permitir a caracterização de cerâmicas à base de carbeto de silício sintetizadas via fase líquida, principalmente para estudo dos contornos de grão e sua composição. (AU)