Busca avançada
Ano de início
Entree

Resistência de genótipos de citrus à lagarta-minadora-dos-citrus Phyllocnistis citrella stainton, 1856 (Lepidoptera: Gracillariidae)

Processo: 06/56434-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2006 - 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:José Djair Vendramim
Beneficiário:José Djair Vendramim
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Controle fitossanitário  Pragas de plantas  Lagartas  Phyllocnistis citrella  Citricultura  Citrus  Melhoramento genético vegetal  Resistência genética vegetal  Genótipo 

Resumo

A lagarta-minadora-dos-citros (LCM), Phyllocnistis citrella, é considerada uma praga importante nos pomares cítricos porque, além de atacar brotações novas de citros, provoca danos indiretos, já que os ferimentos produzidos servem de porta de entrada para microorganismos, como a bactéria Xanthomonas axonopodis pv. citri (Xac), que causa o cancro cítrico. Desse modo, objetiva-se com esse trabalho identificar a resistência varietal a essa praga dentre genótipos, híbridos e gêneros afins de Citrus com a finalidade de encontrar, dentre estes materiais, genótipos resistentes que afetem o comportamento de ovoposição, de alimentação e a biologia da LMC, assim com genótipos que sejam menos danificados pela praga. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS, M. S.; VENDRAMIM, J. D.; LOURENCAO, A. L.; PITTA, R. M.; MARTINS, E. S. Resistance of Citrus Genotypes to Phyllocnitis citrella Stainton (Lepidoptera: Gracillariidae). Neotropical Entomology, v. 40, n. 4, p. 489-494, JUL-AUG 2011. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.