Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema contínuo para desvulcanização de borracha por microondas

Processo: 05/04505-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Apoio à Propriedade Intelectual (PAPI/Nuplitec)
Vigência: 01 de abril de 2006 - 31 de março de 2007
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Carlos Henrique Scuracchio
Beneficiário:Carlos Henrique Scuracchio
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química de Lorena (FAENQUIL). Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (São Paulo - Estado). Lorena , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/08175-2 - Caracterização de borrachas desvulcanizadas por microondas e sua incorporação em termoplásticos, AP.JP
Assunto(s):Reciclagem  Borracha  Micro-ondas  Processamento de polímeros  Patentes 

Resumo

O sistema constitui-se de um equipamento para reciclagem de borracha, mas que também pode ser utilizado para o tratamento por microondas de outros tipos de materiais em regime contínuo. O equipamento constitui-se de uma ou mais fontes de microondas colocadas ao longo de uma câmara (cavidade de aplicação) dentro da qual o material será tratado. O material é forçado a passar de forma contínua dentro desta câmara por meio da rotação de um parafuso com rosca sem fim, confinado em um tubo de vidro. Depois de exposto as microondas, dentro do tubo de vidro, o material é transportado em uma extrusora monorrosca para termoplásticos, onde sua temperatura é controlada, normalmente resfriado em relação à temperatura de saída do tratamento em microondas, para depois ser coletado.O material coletado deve ser capaz de ser moldado e vulcanizado de forma semelhante a um elastômero virgem. Como o processo é baseado no aquecimento do material pelas microondas, é necessário que o mesmo tenha polaridade suficiente para ser aquecido por microondas. Esta polaridade pode ser uma propriedade inerente à estrutura química do material, ou pode ser provocada pela adição de uma carga condutora de eletricidade, gerando uma polarização induzida (polarização de Maxwell-Wagner). Também é possível fazer uma mistura de um material polar e um apolar, mas sempre obedecendo à regra que a polaridade total deve ser suficiente para o aquecimento do material como um todo. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.