Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do binômio fossa-poço em área rural: município de São José do Rio Preto (SP)

Resumo

A preocupação relativa à disposição de esgotos e resíduos de atividades antrópicas diversas, é essencial não apenas para a preservação dos recursos naturais, mas sobretudo à proteção da saúde pública. Sabe-se que aproximadamente 50 tipos de infecções podem ser transmitidas envolvendo os excretas humanos. Associadas à má nutrição, as doenças relacionadas com os excretas humanas e animais exercem terrível influência na morbidade e mortalidade nos países em desenvolvimento, especialmente entre crianças. Prática comum em países emergentes, não obstante sabidamente imprópria, as fossas negras são via de regra, o meio mais usual e amplamente distribuído em áreas rurais, para fins de disposição de efluentes domésticos destas comunidades. O significado destas, frente à análise da contaminação das águas subterrâneas, tem sido ressaltado e apontado como importante fator de risco em estudos de vulnerabilidade de reservas hídricas (FOSTER et al. 1987). O presente trabalho visa analisar as inter-relações do binômio fossa-poço em áreas rurais do Município de São José do Rio Preto - SP; através de identificação dos locais de disposição de esgotos domésticos e realização de testes para avaliar a qualidade físico-química e microbiológica das águas subterrâneas de consumo humano, visto que sua contaminação por excretas de origem humana ou animal pode torná-Ia um veiculo de transmissão de agentes de doenças infecciosas e parasitárias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)