Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU: atualização de equipamento de ressonância magnética nuclear

Processo: 09/54081-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Antonio Gilberto Ferreira
Beneficiário:Antonio Gilberto Ferreira
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Produtos naturais  Produtos naturais marinhos  Ressonância magnética nuclear 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/publicacoes/emu_exa_19.pdf
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Agendamento de uso: E-mail de agendamento não informado

Resumo

A técnica de RMN é sem dúvida alguma uma das principais técnicas utilizadas na elucidação estrutural de compostos orgânicos, organo-metálicos e proteínas. Assim, todos os grupos que desenvolvem pesquisas nessas áreas: produtos naturais (fungos, plantas e animais marinhos), síntese orgânica e de organo-metálicos e, na elucidação estrutural de proteínas, não prescindem dessa técnica. Mais recentemente, a RMN tem atuado no controle de qualidade de alimentos (fingerprinting) e em estudos metabolômicos/metabonômicos. Por outro lado, essa é uma técnica que continua em constante e rápida modificação e, por isso, é de fundamental importância que mantenhamos os nossos equipamentos atualizados, em condições de funcionamento e, principalmente, com amplo acesso. O lab. de RMN do DQ-UFSCar, desde a sua fundação em 1994, sempre teve como filosofia, em primeiro lugar, a disposição de trabalhar, de fato, como um laboratório multiusuários. Além disso, se dispôs enfrentar as dificuldades oriundas da interdisciplinaridade dos problemas trazidos pelos usuários. Nesse sentido o lab. tem atuando em várias áreas: elucidação estrutural; RMN como ferramenta analítica (fingerprinting) aplicada a: fitoterápicos, alimentos, combustíveis, fluídos biológicos, etc.; RMN em estudos metabolômicos para: soja, feijão e fluídos biológicos; RMN no estado sólido, etc. O presente projeto pretende fazer uma atualização (upgrade) de um dos equipamentos, DRX400 Bruker, e que, está voltado para a análise de pequenas quantidades. No entanto, apesar de contar com inúmeros acessórios, a sua eletrônica é antiga. Ele foi adquirido em 1993 com recursos de projeto temático FAPESP e em 1995 conseguimos com projeto multiusuário FAPESP, uma atualização. Por isso, estamos solicitando uma nova atualização, na qual envolve mudança da eletrônica, aquisições de uma sonda auto sintonizável e um trocador de amostra. Isso propiciará que os estudos de fingerprint e metaboloma seja feitos mais rapidamente e com reprodutibilidade. Os outros dois equipamentos que dispomos ARX200 - 200 é utilizado para triagens (screening) de amostras e o Unit-Plus 400, também da década de 90, está configurado para análise de amostras no estado sólido. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.