Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU: aquisição de um espectrômetro de massas para geração de imagens na Central de Espectrometria de Massas (mass-facility) da FCFRP-USP: estudos de localização molecular de substâncias biologicamente ativas

Processo: 09/54098-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Norberto Peporine Lopes
Beneficiário:Norberto Peporine Lopes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas  Produtos naturais  Espectrometria de massas por ionização e dessorção a laser assistida por matriz 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/publicacoes/emu_saude_77.pdf
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Agendamento de uso: E-mail de agendamento não informado

Resumo

Há cerca de cinco anos obtivemos junto a FAPESP um espectrômetro de massas de alta resolução com ionização por eletrospray (ESI) dentro de um projeto temático. Na ocasião, nos foi sugerido pelo então Diretor Científico da FAPESP Prof. Dr. José Fernando Perez, que tentássemos criar um sistema de facility como os montados nos países de primeiro mundo. Com essa proposta, foi criado na FCFRP-USP um sistema de uso compartilhado, chamada de central de espectrometria de massas. Hoje o equipamento, com quatro anos de idade, funciona 7 dias por semana, durante o ano todo e permitiu o acesso a dados de alta resolução, a um grande número de pesquisadores do estado e nos últimos anos foi possível ampliarmos o acesso para mais. 29 universidades federais abrangendo todo o país. Isso somente foi possível devido a um planejamento e treinamento de um técnico especializado, dedicado exclusivamente para a facility de espectrometria de massas. Na atual proposta pretendemos ampliar essa central, com a aquisição de um equipamento para geração de imagens inexistente no estado de São Paulo, o sistema MALDI-TOF/TOF-imaging. Na parte introdutória do projeto é possível avaliar a capacidade desta máquina e o incremento que o equipamento acarretará em vários campos de pesquisa. Optamos por um laser de maior potencia e resolução, visando propiciar maior suporte aos projetos da área médica e também para criarmos a possibilidade de detecção em tecidos de insetos, visando o atendimento aos os Biólogos. A expectativa de localização de metabolitos secundários em tecidos vegetais e a possível correlação com a sua ação, poderá determinar um salto de qualidade nas pesquisas realizadas no estado. Para os bioquímicos que já utilizam sistemas normais de MALDI o acesso a esse equipamento permitirá "fotografar" áreas de estudo e propor uma série de mecanismos de ação. Como pode ser observado esse equipamento é talvez um dos mais universais e por essa razão optamos por reunir um grupo de pesquisadores de várias instituições para demonstrar que essa máquina irá atender a diferentes áreas e de uso. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.