Busca avançada
Ano de início
Entree

EMU: produção de modelos murinos para o estudo funcional de células tronco normais e do câncer e análise comparativa do transcriptoma e do proteoma destas células e de sua progênie

Processo: 09/54218-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Equipamentos Multiusuários
Vigência: 01 de outubro de 2010 - 30 de setembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Eduardo Magalhães Rego
Beneficiário:Eduardo Magalhães Rego
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Células-tronco  Proteoma  Neoplasias  Transcriptoma  Oncogenes 
Publicação FAPESP:http://media.fapesp.br/bv/uploads/publicacoes/emu_saude_41.pdf
As informações abaixo são de responsabilidade do Pesquisador responsável.
Página web do EMU: Página do Equipamento Multiusuário não informada
Tipo de equipamento: Tipo de Equipamento Multiusuário não informado
Fabricante: Fabricante não informado
Modelo: Modelo não informado

Resumo

Devido a sua semelhança com as células tronco hematopoéticas (CTHs), células progenitoras imaturas, presentes nos tumores malignos e leucemias foram denominadas de células tronco do câncer (CTCs). As CTCs são capazes de se dividirem de forma assimétrica originando células tumorais mais diferenciadas ou células filhas idênticas. Enquanto as primeiras constituem a maior parte da massa tumoral, as CTCs são responsáveis pela manutenção/recaída da doença pois são capazes de repopular a massa tumoral após a quimioterapia. Graças ao status quiescente, as CTCs são intrinsecamente resistentes à ação das drogas convencionalmente usadas no tratamento anticâncer. A identificação das CTCs baseia-se em ensaios funcionais, sendo o modelo mais utilizado o transplante em camundongos imunodeficientes. Embora na literatura a existência de CTCs tenha sido demonstrada em diferentes doenças malignas, a natureza destas células permanece elusiva. O presente projeto objetiva combinar ensaios in vivo (usando animais imunodeficientes, geneticamente manipulados e/ou letalmente irradiados) com métodos de análise do transcriptoma e do proteoma para o estudo de diferentes células tronco. Cinco grandes projetos (representando mais de 30 subprojetos) serão desenvolvidos: a) Identificação da subpopulação de células com características de CTC nas leucemias associadas as proteínas híbridas CALM-AF1 O e PML-RARA usando modelos murinos; b) Identificação das vias de sinalização com atividade aberrante nas CTCs e na sua progene em leucemias agudas e carcinomas de mama; c) Análise do efeito do bloqueio do gene HIF-1A pelo Topotecan em linhagens celulares de glioblastoma multiforme in vitro e em camundongos com imunodeficiência combinada após radiação ionizante; d) Estudo das CTHs e dos precursores hematopoéticos de camundongos com inativação do gene Dkc (modelo de disceratose congênita) e que apresentam alteração da função ribossomal e propensão ao desenvolvimento de neoplasias. d) Determinação em modelos animais da eficiência regenerativa de CT pluripotentes induzidas (iPS) por meio de vetores retrovirais; e) Identificação de vias envolvidas no controle da quiescência, apoptose e diferenciação destas iPS. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COLELLO BRUNO, A.; MAZARO, S. J.; AMARAL, L. L.; REGO, E. M.; OLIVEIRA, H. F.; PAVONI, J. F. Biological X-ray irradiator characterization for use with small animals and cells. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 50, n. 3 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.