Busca avançada
Ano de início
Entree

Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da 'memória de si' na superação da 'capacidade para não aprender'

Processo: 10/08739-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 31 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Ana Archangelo
Beneficiário:Ana Archangelo
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Instituição parceira: Escola Municipal de Ensino Fundamental Edson Luis Lima Souto
Pesq. associados:Débora Barboza ; Letícia Maria Machado
Bolsa(s) vinculada(s):12/05157-2 - Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da "memória de si" na superação da "capacidade para não aprender", BP.EP
11/06090-6 - Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da "memória de si" na superação da "capacidade para não aprender", BP.EP
11/06092-9 - Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da "memória de si" na superação da "capacidade para não aprender", BP.EP
+ mais bolsas vinculadas 11/06708-0 - Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da "memória de si" na superação da "capacidade para não aprender", BP.EP
11/06088-1 - Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da "memória de si" na superação da "capacidade para não aprender", BP.EP
11/06089-8 - Exclusão social, vulnerabilidade à exclusão escolar e psicanálise: construção da memória de si na superação da capacidade para não aprender, BP.EP - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Educação  Psicanálise  Narrativa  Ensino e aprendizagem  Transtornos de aprendizagem  Transtornos da memória  Discriminação social 

Resumo

A exclusão social exerce um papel determinante na constituição dos sujeitos, sonegando a esses a oportunidade de reconhecimento, seja da legitimidade de suas necessidades específicas, seja de sua existência como ser social. Dessa negligência social, resulta muitas vezes a dificuldade de constituição do que vimos chamando de 'memória de si', processo através do qual o sujeito construiria sua própria narrativa acerca de si e de sua posição no tempo e no espaço. O sofrimento decorrente dessa experiência acaba por gerar um distanciamento em relação aos elementos da cultura, os quais culminam na 'ausência de memória' - queixa frequente dos professores em relação a seus alunos - e na 'capacidade para não aprender'. De um lado, o presente projeto pretende acompanhar professores de uma escola de Ensino Fundamental, no sentido de construir modos de ação coletivos que privilegiem o desenvolvimento da 'memória de si' em seus alunos. De outro, pretende acompanhar individualmente alguns desses, de modo a oferecer-lhes uma 'memória externa', através de cenas de vídeo gravadas em que a própria criança se encontre em atividade escolar. Espera-se que, com o enfrentamento de sua própria história, bem como com a ajuda de vínculos significativos e de confiança estabelecidos, a criança possa reverter o quadro acima descrito. (AU)