Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do agente cimentante e das diferentes espessuras sobre a estabilidade de cor de restaurações protéticas submetidas a envelhecimento artificial acelerado

Processo: 10/18813-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Fernanda de Carvalho Panzeri Pires de Souza
Beneficiário:Fernanda de Carvalho Panzeri Pires de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Desgaste de restauração dentária  Porcelana dentária  Cimentos de resina  Facetas dentárias  Envelhecimento artificial  Envelhecimento acelerado 

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar a estabilidade de cor de restaurações protéticas provisórias e em cerâmica, em diferentes espessuras, fixadas com diferentes agentes cimentantes e submetidas ao envelhecimento artificial acelerado (EAA). Serão utilizados 40 molares hígidos, que serão incluídos em matriz de polietileno (15 mm de diâmetro) com resina acrílica e terão suas faces oclusais desgastadas até dentina. Inicialmente, serão obtidos, em matriz de teflon (6 mm de diâmetro), 40 corpos-de-prova em resina acrílica, sendo 20 com material à base de Polimetil metacrilato (Duralay, Reliance Dental Mfg) e 20 com Bis-acrilato de metila (Luxatemp, DMG), metade (n=10) com 0,5mm e a outra metade com 1,0mm. Após fixação nos dentes com compósito Z250 (3M ESPE), serão realizadas leituras de cor iniciais (Vita EasyShade) e os dentes serão submetidos ao EAA por 40 horas, após o qual leituras de cor finais serão obtidas. As restaurações provisórias serão removidas dos dentes; e estes serão submetidos a novo desgaste superficial. Os dentes serão moldados (Express XT Penta, 3M ESPE) e modelos serão obtidos (Durone IV, Dentsply). Estes serão duplicados (Elite Double, Zhermack) e serão obtidas réplicas em revestimento refratário (Duravest, Polidental). Serão obtidos 40 corpos-de-prova em cerâmica (IPS e-max Ceram, Ivoclar Vivadent), com 0,5 mm e 1,0 mm (n=20), que serão separados aleatoriamente em dois grupos (n=10) segundo o tipo de cimento resinoso utilizado para fixação: dual (Variolink II, Ivoclar/Vivadent) ou auto-adesivo (Rely-X Unicem, 3M ESPE). Após cimentação, os dentes serão mantidos em estufa a 37ºC por 24h, após o qual serão submetidos à leitura de cor inicial com espectrofotômetro Vita EasyShade (VITA). Os dentes serão submetidos ao EAA por 580 horas, após o qual as amostras serão submetidas a leituras finais de cor. Será avaliada estabilidade de cor (”E) nas duas situações testadas. Os dados obtidos serão submetidos a teste estatístico apropriado para análise dos resultados. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FRANCISCA DANIELE JARDILINO SILAMI; RAFAELLA TONANI; CARLA CECILIA ALANDIA-ROMÁN; FERNANDA DE CARVALHO PANZERI PIRES-DE-SOUZA. Influence of Different Types of Resin Luting Agents on Color Stability of Ceramic Laminate Veneers Subjected to Accelerated Artificial Aging. Brazilian Dental Journal, v. 27, n. 1, p. 95-100, Fev. 2016.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.