Busca avançada
Ano de início
Entree

Mudanças psíquicas e psicoterapia psicanalítica em ambulatório universitário: estudo de acompanhamento por meio do Rorschach Performance Assessment System -R-PAS

Processo: 11/02938-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2011 - 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Pesquisador responsável:Latife Yazigi
Beneficiário:Latife Yazigi
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Maria Luiza de Mattos Fiore ; Norma Lottenberg Semer
Assunto(s):Avaliação psicológica 

Resumo

O objetivo é dar continuidade a estudos anteriores relativos à avaliação de acompanhamento anual de pessoas atendidas em psicoterapia psicanalítica de longa duração tendo em vista possíveis mudanças psíquicas produzidas pelo tratamento. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo (Morse & Field, 1995) de uma série de casos clínicos, segundo a metodologia de teste e reteste, de uma amostra intencional estratificada (Patton, 2002). Os procedimentos incluem, inicialmente, a triagem por meio de entrevista psiquiátrica a fim de se obter o diagnóstico do indivíduo e sua adequação para a psicoterapia e, em seguida, o encaminhamento dos selecionados para a avaliação psicológica. O instrumento de avaliação será o Rorschach Performance Assessment System, R-PAS (Meyer et al, 2011), que será aplicado antes do início da psicoterapia como em acompanhamentos anuais das pessoas que serão atendidas em um ambulatório de uma escola de medicina. A proposta inclui uma nova classificação dos 340 protocolos já existentes e coletados nos estudos anteriores usando o Sistema Compreensivo (Exner, 2003) e adaptando-os ao novo sistema Rorschach Performance Assessment System, R-PAS. A análise estatística será baseada na composição de dois grupos de protocolos de acordo com a variável complexidade introduzida no R-PAS: (a) grupo de alta complexidade (número maior de respostas, R, e número menor de determinante Forma); e (b) grupo de baixa complexidade (número menor de respostas e número de determinante Forma elevado). Para investigar as possíveis diferenças e interações entre as aplicações do Rorschach será utilizado o procedimento específico da análise de variância com medidas repetidas e análise de perfis de medidas repetidas (Tabachinick & Fidell, 1996). (AU)