Busca avançada
Ano de início
Entree

Atividade gastroprotetora do mentol e da epicatequina: verificação dos mecanismos de ação sob visões morfológica, fisiológica e farmacológica

Processo: 10/08536-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2011 - 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Claudia Helena Pellizzon
Beneficiário:Claudia Helena Pellizzon
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Clélia Akiko Hiruma Lima
Assunto(s):Morfometria  Sistema digestório  Substâncias protetoras  Úlcera gástrica  Imuno-histoquímica 

Resumo

Úlcera gástrica é o distúrbio gastrointestinal mais comum na prática clínica, caracterizada por lesões na mucosa gástrica causadas por um desequilíbrio entre os fatores protetores, como muco, bicarbonato, óxido nítrico, prostaglandinas, glutationa entre outros; e fatores agressores, como o ácido clorídrico, fluxo sanguíneo inadequado, ingestão de álcool, consumo de tabaco e drogas anti-inflamatórias não esteroidais, estresse e a presença da bactéria Helicobacter pylori. A úlcera gástrica é considera a nova epidemia do século, apresentando mais de 4 milhões de pessoas apresentam a doença e a cada ano são apresentados 350 mil novos casos, causando por sua vez 100 mil hospitalizações e aproximadamente 3 mil mortes só nos EUA. A Terapêutica atual é eficaz, porém causa efeitos colaterais, como a hipergastrinemia que pode causar câncer gástrico. Devido a isso, o estudo de novos fármacos capazes de proteger a mucosa gástrica se torna muito importante. O mentol é um terpeno cíclico que dá as plantas do gênero Mentha, economicamente importante, movimentando mais de 300 milhões de dólares por ano e possui aplicações medicinais versáteis, tais como medicamentos, cosméticos e flavorizantes. Amplamente utilizado pela medicina popular para distúrbios gastrointestinais, dispepsia e dores de cabeça. A epicatequina é um polifenol com propriedades antioxidantes presente em inúmeras plantas com propriedades medicinais, que são amplanete utilizadas contra distúrbios gastrointestinais. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROZZA, ARIANE LEITE; DE FARIA, FELIPE MEIRA; SOUZA BRITO, ALBA REGINA; PELLIZZON, CLAUDIA HELENA. The Gastroprotective Effect of Menthol: Involvement of Anti-Apoptotic, Antioxidant and Anti-Inflammatory Activities. PLoS One, v. 9, n. 1 JAN 21 2014. Citações Web of Science: 50.
ROZZA, A. L.; HIRUMA-LIMA, C. A.; TAKAHIRA, R. K.; PADOVANI, C. R.; PELLIZZON, C. H. Effect of menthol in experimentally induced ulcers: Pathways of gastroprotection. Chemico-Biological Interactions, v. 206, n. 2, p. 272-278, NOV 25 2013. Citações Web of Science: 24.
DE PAULA VASCONCELOS, PAULO CESAR; SEITO, LEONARDO NOBORU; DI STASI, LUIZ CLAUDIO; HIRUMA-LIMA, CLELIA AKIKO; PELLIZZON, CLAUDIA HELENA. Epicatechin Used in the Treatment of Intestinal Inflammatory Disease: An Analysis by Experimental Models. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine, 2012. Citações Web of Science: 4.
ROZZA, A. L.; HIRUMA-LIMA, C. A.; TANIMOTO, A.; PELLIZZON, C. H. Morphologic and Pharmacological Investigations in the Epicatechin Gastroprotective Effect. Evidence-based Complementary and Alternative Medicine, 2012. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.