Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação funcional de sub-população de linfócitos B em crianças com hipogamaglobulinemia

Processo: 10/20834-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2011 - 30 de novembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Beatriz Tavares Costa Carvalho
Beneficiário:Beatriz Tavares Costa Carvalho
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Maria Isabel de Moraes Pinto
Bolsa(s) vinculada(s):12/20581-5 - Avaliação funcional de sub-população de Linfócitos B em crianças com hipogamaglobulinemia, BP.TT
Assunto(s):Síndromes de imunodeficiência  Agamaglobulinemia  Imunodeficiência de variável comum  Infecções bacterianas  Linfócitos B  Crianças 

Resumo

Hipogamaglobulinemia é a redução dos níveis séricos de imunoglobulina de causa primária ou secundária. A Imunodeficiência Comum Variável (ICV) é uma hipogamaglobulinemia primária definida pela presença de infecções de repetição após 2 anos de idade, redução dos níveis de IgG e pelo menos mais um outro isotipo de imunoglobulina. Os pacientes com ICV também apresentam uma incapacidade de gerar anticorpos específicos após vacinação ou infecção natural. Na ICV outras causas genéticas ou adquiridas de hipogamaglobulinemia devem ser excluídas. Vários estudos têm demonstrado alterações em linfócitos B de pacientes adultos ICV, mas não há dados suficientes sobre essas células em crianças.Nossa hipótese é que crianças e adultos com ICV apresentem características distintas, especialmente em relação à sub-população de linfócitos B. O objetivo deste projeto é estudar as sub-populações de linfócitos B em crianças com hipogamaglobulinemia e compará-los com controles saudáveis pareados por sexo e idade (10 crianças). Os pacientes com diagnóstico de ICV (10 crianças e 10 adultos) serão selecionados na Disciplina de Alergia, Imunologia Clínica e Reumatologia-UNIFESP. Todos os pacientes estão recebendo regularmente imunoglobulina intravenosa (IVIG). Os dados clínicos serão coletados em questionário próprio, baseados nas informações de prontuários médicos. Para cada paciente, amostras de sangue serão coletadas antes da infusão de IVIG. Estudaremos o número de linfócitos TCD3, CD4 e CD8, os linfócitos B (CD19) e células Natural Killer (CD16 / CD56) utilizando citometria de fluxo. Para estudar as sub-populações de linfócitos B , serão utilizados marcadores para: 1 - maturação: CD10, CD21, CD27, IgM, IgD e CD38; 2 - ativação: CD38, HLA-DR e CCR7; 3 - células B regulatórias: CD24 e CD38. A função das células T será estudada pela produção de interferon-gama após estimulação com toxoide tetânico e o para avaliar o número de células T regulatória utilizaremos os marcadores CD25 e FOXP3. Os resultados deste estudo permitirão uma melhor compreensão dos linfócitos B em crianças com hipogamaglobulinemia. Considerando a heterogeneidade da ICV, pretendemos mostrar que os linfócitos nas crianças com esta doença têm características funcionais e fenotípicas distintas, quando comparados com linfócitos de pacientes adultos com ICV. Um maior conhecimento sobre as células B nesse grupo de pacientes nos ajudarão no manejo clínico destes pacientes. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MELO, KARINA MESCOUTO; DE MORAES-PINTO, MARIA ISABEL; ANDRADE, LUIS E. C.; SALOMAO, REINALDO; BRUNIALTI, MILENA K. C.; FERREIRA, VANESSA S.; COSTA-CARVALHO, BEATRIZ T. Hypogammaglobulinemia in children: a warning sign to look deeply?. APMIS, v. 125, n. 10, p. 902-909, OCT 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.