Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de possíveis correlações entre miastenia grave e exposição crônica e pesticidas em nosso meio

Processo: 11/01024-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Luiz Antonio de Lima Resende
Beneficiário:Luiz Antonio de Lima Resende
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Neurologia 

Resumo

Exposição crônica a pesticidas determina várias complicações clínicas no sistema nervoso periférico, incluindo neuronopatia, polineuropatia periférica, alterações da transmissão neuromuscular e miopatia. Nos últimos anos temos nossa atenção voltada para pacientes com exposição crônica a pesticidas, cujo uso é abusivo em nosso meio, em plantaçõeS de eucaliptos, lavouras de tomates e frutas cítricas, dentre outros. Tais agrotóxicos em geral são aplicados sem nenhum tipo de equipamento protetor.Neste trabalho pretendemos dividir os pacientes miastênicos em 3 grupos, soropositivos para anticorpos anti-receptor de acetilcolina, soropositivos para anticorpos anti-MuSK, e soronegativos. Nosso objetivo é verificar a) se a prevalência de exposição crônica a agrotóxicos é maior nos pacientes miastênicos que nos controles; b) verificar se há maior prevalência de exposição crônica a pesticidas nos pacientes miastênicos soronegativos, em relação aos pacientes miastênicos soropositivos (anti-AChR e anti-MuSK). (AU)