Busca avançada
Ano de início
Entree

Quantificação da carga de treinamento no esporte

Processo: 11/50462-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2011 - 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Marcelo Saldanha Aoki
Beneficiário:Marcelo Saldanha Aoki
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Treinamento esportivo  Esportes 

Resumo

A quantificação das cargas de treinamento é fundamental para prescrição de estímulos adequados, com períodos de recuperação apropriados, que maximizem o desempenho atlético. A limitação dos métodos de quantificação da carga de treinamento são: custos elevados, difícil implementação e baixa validade ecológica. Essas limitações são, principalmente, evidenciadas para os esportes intermitentes. As demandas variáveis das atividades intermitentes tornam o processo de treinamento mais complexo, tanto em termos de planejamento, quanto para o controle e monitoramento. Recentemente, diversos métodos de monitoramento têm surgido com intuito de auxiliar técnicos e preparadores físico. Por exemplo, Foster et aI. (1998) propuseram o método da PSE da sessão. Esse método vem sendo muito investigado, uma vez que o mesmo apresenta forte relação com indicadores internos de intensidade do exercício, como, por exemplo, o consumo de oxigênio, a frequência cardíaca e a concentração de lactato. A fim de testar a validade deste método em atividade intermitente, o primeiro estudo do presente projeto irá comparar o método da PSE da sessão com o método de Edwards. A resposta de dano muscular também parece ser um instrumento válido para determinar o impacto da sessão de treinamento/competição sobre o músculo esquelético. Logo, no segundo estudo será analisado o impacto de uma partida de tênis sobre marcadores de dano muscular (CK, mioglobina, força máxima pelo teste de 1 RM e potência muscular pelo teste de impulsão vertical) no período de recuperação. E, finalmente, na última fase do estudo, será avaliado o efeito da pré-temporada de 6 semanas, com o intuito de descrever a dinâmica das respostas associadas à carga interna de treinamento e ao desempenho no esporte intermitente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Validado método para quantificação de estímulos no treinamento de tenistas 

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MOREIRA, ALEXANDRE; GOMES, RODRIGO V.; CAPITANI, CAROLINE D.; LOPES, CHARLES R.; SANTOS, AUDREI R.; AOKI, MARCELO S. Training intensity distribution in young tennis players. INTERNATIONAL JOURNAL OF SPORTS SCIENCE & COACHING, v. 11, n. 6, p. 880-886, DEC 2016. Citações Web of Science: 1.
GOMES, RODRIGO V.; MOREIRA, ALEXANDRE; LODO, LEANDRO; CAPITANI, CAROLINE D.; AOKI, MARCELO S. Ecological Validity of Session RPE Method for Quantifying Internal Training Load in Tennis. INTERNATIONAL JOURNAL OF SPORTS SCIENCE & COACHING, v. 10, n. 4, p. 729-737, AUG 2015. Citações Web of Science: 9.
NUNES, JOAO A.; MOREIRA, ALEXANDRE; CREWTHER, BLAIR T.; NOSAKA, KEN; VIVEIROS, LUIS; AOKI, MARCELO S. MONITORING TRAINING LOAD, RECOVERY-STRESS STATE, IMMUNE-ENDOCRINE RESPONSES, AND PHYSICAL PERFORMANCE IN ELITE FEMALE BASKETBALL PLAYERS DURING A PERIODIZED TRAINING PROGRAM. JOURNAL OF STRENGTH AND CONDITIONING RESEARCH, v. 28, n. 10, p. 2973-2980, OCT 2014. Citações Web of Science: 28.
GOMES, V, R.; SANTOS, R. C. O.; NOSAKA, K.; MOREIRA, A.; MIYABARA, E. H.; AOKI, M. S. MUSCLE DAMAGE AFTER A TENNIS MATCH IN YOUNG PLAYERS. BIOLOGY OF SPORT, v. 31, n. 1, p. 27-32, 2014. Citações Web of Science: 10.
GOMES, V, R.; MOREIRA, A.; LODO, L.; NOSAKA, K.; COUTTS, A. J.; AOKI, M. S. MONITORING TRAINING LOADS, STRESS, IMMUNE-ENDOCRINE RESPONSES AND PERFORMANCE IN TENNIS PLAYERS. BIOLOGY OF SPORT, v. 30, n. 3, p. 173-180, 2013. Citações Web of Science: 29.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.