Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do sinal insulínico em tecido muscular e hepático de ratos, diabéticos e não diabéticos, tratados cronicamente com NAF

Processo: 10/52589-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Convênio/Acordo: CONICET
Pesquisador responsável:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Beneficiário:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Pesq. responsável no exterior: Alfredo Rigalli
Instituição no exterior: Universidad Nacional de Rosario (UNR), Argentina
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/17736-1 - Avaliação do sinal insulínico em tecido muscular e hepático de ratos, diabéticos e não diabéticos, tratados cronicamente com NaF, AP.R
Assunto(s):Diabetes mellitus  Glicemia  Glicose  Proteoma  Espectrometria de massas  Fluoretos 

Resumo

O fluoreto (F) é um importante agente terapêutico no controle da cárie dentária e na manutenção da saúde bucal. Entretanto, pode oferecer riscos ao organismo quando utilizado de maneira indiscriminada ou inadequada. Estudos recentes em humanos têm associado o consumo excessivo de F com intolerância à glicose. Foi observada, em testes de tolerância à glicose em argentinos residentes em área de fluorose endêmica, a existência de uma relação inversa entre fluoremia e concentração de insulina em função do tempo. Baseado no exposto o objetivo deste trabalho é avaliar se a administração de doses crônicas de F associadas àquelas equivalentes em humanos que recebam níveis ótimos de F através da água artificialmente fluoretada ou níveis aumentados através da água naturalmente seria capaz de alterar estes parâmetros, bem como verificar, através da eletroforese bidimensional associada a espectrometria de massas, quais proteínas estariam com expressão alterada em tecido muscular e hepático de animais expostos a estas doses de F. (AU)